PRF irá retirar 'infiltrados políticos' de bloqueios rodoviários, diz ministro

De acordo com o ministro, o serviço de inteligência do governo federal tem atuado também para a identificação de infiltrados políticos que, segundo ele, têm atuado para que a crise de desabastecimento não seja encerrada

Paralisção dos caminhoneirosParalisção dos caminhoneiros - Foto: Vladimir Platonow / Agência Brasil

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou nesta segunda-feira (28) que a Polícia Rodoviária Federal irá retirar o que chamou de "infiltrados políticos" de pontos de paralisação de caminhoneiros pelo país.

Segundo ele, o órgão policial tem feito um mapeamento das pessoas que participam dos bloqueios em rodovias e, "quando for o caso", irá separar os militantes políticos do restante dos caminhoneiros grevistas. "A Polícia Rodoviária Federal conhece as estradas onde trabalha e sabe das infiltrações políticas que aconteceram. Ela está mapeando e não quer cometer nenhuma injustiça", disse. "Ela tem feito algumas ações de retirada de pessoas quando for o caso", acrescentou.

De acordo com o ministro, o serviço de inteligência do governo federal tem atuado também para a identificação de infiltrados políticos que, segundo ele, têm atuado para que a crise de desabastecimento não seja encerrada.  "Eles se infiltraram com objetivos de disputas políticas para fazer com que a paralisação não seja encerrada. O nosso serviço de inteligência está trabalhando nisso, para que a infiltração não seja preponderante para construir a possibilidade imediata da normalidade", disse.

Leia também:
Caminhoneiros aguardam reunião com Paulo Câmara para finalizar paralisação
Temer reúne ministros para monitorar greve

Nos últimos dias, manifestantes pedindo uma intervenção militar no país se juntaram aos bloqueios de caminhoneiros autônomos.

Veja também

Covid-19: mesmo com atraso, segunda dose da vacina deve ser tomada
Saúde

Covid-19: mesmo com atraso, segunda dose da vacina deve ser tomada

Lira diz que MP da privatização da Eletrobras será votada amanhã
Privatizações

Lira diz que MP da privatização da Eletrobras será votada amanhã