Programa Diálogo Brasil analisa surto de febre amarela no país

O programa da TV Brasil entrevista o especialista em doenças tropicais Pedro Luiz Tauil e o sanitarista e assessor da Fundação Oswaldo Cruz Cláudio Maierovitch.

Mosquito é responsável pela transmissão de diversas doenças, como a febre amarela e a dengueMosquito é responsável pela transmissão de diversas doenças, como a febre amarela e a dengue - Foto: Marvin Recinos/AFP

O maior surto brasileiro de febre amarela dos últimos 37 anos é o tema do programa Diálogo Brasil desta terça-feira (7). Para falar sobre o avanço da doença – que registra, em média, cinco novos casos e quase duas mortes por dia no país, desde janeiro –, o programa da TV Brasil, que vai ao ar às 20h30, entrevista o especialista em doenças tropicais e professor de medicina da Universidade de Brasília (UnB) Pedro Luiz Tauil e o sanitarista e assessor da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Cláudio Maierovitch.

Os especialistas alertam para a importância da cobertura vacinal, em especial nas áreas de risco. Pedro Tauil observa que as pessoas mais vulneráveis, residentes na zona rural e em áreas silvestres, às vezes não se deslocam até as cidades para tomar a vacina. “Não podemos impedir o vírus em macacos, mas podemos impedir em humanos”, diz Tauil. Cláudio Maierovitch destaca que, no caso da febre amarela, a vacina é a principal arma. Nesse sentido, os dois especialistas consideram que é parte da solução a proposta do Ministério da Saúde de ampliar a vacinação das crianças para além das áreas de risco.

Participam também do programa, com gravações em vídeo, o epidemiologista André Ricardo Ribas Freitas, da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses; Marcia Chame, coordenadora da Plataforma Institucional de Biodiversidade e Saúde Silvestre da Fiocruz; e Rodolfo Navarro Nunes, coordenador de Saúde do Viajante, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Rodolfo Nunes explica a nova exigência de alguns países para receber brasileiros: a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia com registro da dose contra a febre amarela.

Veja também

Campanha nacional contra Bolsonaro marca nova manifestação para 7 de setembro
Protesto

Campanha nacional contra Bolsonaro marca nova manifestação para 7 de setembro

Bombeiros ainda lutam contra fogo na Cinemateca após 15 horas de incêndio
Cinemateca

Bombeiros ainda lutam contra fogo na Cinemateca após 15 horas de incêndio