São Luís registra mais ataques

Em virtude da violência, os ministros Gilmar Mendes, presidente do TSE, e Raul Jungmann, da Defesa,se reuniram com governador Flávio Dino e autoridades locais

Cristiano : "Os prefeitos não podem mais ter uma expectativa de impunidade em Pernambuco"Cristiano : "Os prefeitos não podem mais ter uma expectativa de impunidade em Pernambuco" - Foto: Bruno Campos

 

A cidade de São Luís, capital do Maranhão, registrou, na madrugada deste domingo (2), sete ocorrências na região metropolitana. Foram quatro ataques a prédios públicos – na Escola Janaina, no bairro do Pirapora, e na Escola Nice Lobão, na Vila Kiola/Estrada de Ribamar, além das tentativas frustradas na Escola Liberano Pereira, na Maioba, e na Escola São Francisco, na Maiobinha –, e três ataques a veículos nos bairros Novo Horizonte, Nova Aurora e Tibirizinho.

Em virtude da violência, os ministros Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e Raul Jungmann, da Defesa, estiveram na cidade e se reuniram com governador Flávio Dino e autoridades locais.

Até agora, 73 suspeitos foram presos. Pelo menos três escolas onde haveria votação neste domingo (2) sofreram ações de bandidos. As urnas que seriam utilizadas nas eleições não estavam no local durante os ataques.

 

Veja também

Operação Ábdito da PF apura morte de indígenas em Roraima
Investigação

Operação Ábdito da PF apura morte de indígenas em Roraima

Hospital de Bonsucesso suspende atendimentos e passará por reforma
Rio de Janeiro

Hospital de Bonsucesso suspende atendimentos e passará por reforma