Senado aprova MP que permite a militares da reserva atuarem na Força Nacional

Texto agora vai para sanção presidencial

Rodrigo Novaes é deputado estadual pelo PSDRodrigo Novaes é deputado estadual pelo PSD - Foto: Roberto Soares/Alepe

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) a Medida Provisória 737/2016, que permite aos militares da reserva dos estados e do Distrito Federal atuar na Força Nacional. O texto foi alterado apenas para retirar uma emenda imposta pela Câmara que foi considerada estranha ao tema principal da matéria. Assim, a MP segue para sanção presidencial, sem precisar retornar para nova análise dos deputados.

De acordo com a MP, a atuação desses militares tem o objetivo de reforçar a segurança pública em situações excepcionais. Poderão compor a Força Nacional os militares dos estados e do Distrito Federal que tenham passado para a inatividade há menos de cinco anos.

A emenda aprovada pelos deputados aumentava de cinco para 15 anos o prazo de aplicação de critérios de concurso interno e diploma de ensino superior para a promoção ao quadro de oficiais de bombeiros e policiais militares do DF. O texto aprovado não inclui essa modificação.

Veja também

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo
economia

237 mil trabalhadores com salário reduzido têm atraso em benefício do governo

Covid-19: Brasil tem 157,9 mil mortes e 5,43 milhões de casos
boletim

Covid-19: Brasil tem 157,9 mil mortes e 5,43 milhões de casos