STJ prorroga internação médica de João de Deus

Ele estava preso preventivamente desde 16 de dezembro do ano passado pelas acusações de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável

João de DeusJoão de Deus - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), prorrogou por mais 30 dias o prazo de internação do médium João de Deus, no Instituto de Neurologia de Goiânia. No mês passado, o médium foi autorizado a deixar a prisão para fazer tratamento médico.

Ele estava preso preventivamente desde 16 de dezembro do ano passado pelas acusações de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crimes que teriam sido praticados contra centenas de mulheres na instituição em que atendia pessoas em busca de tratamento espiritual, em Abadiânia, Goiás.

Leia também:
Turma do STJ confirma autorização para João de Deus deixar prisão
Após determinação do STJ, João de Deus é transferido para hospital

O ministro atendeu a um pedido da defesa de João de Deus, que tem problemas de pressão arterial e um "aneurisma da aorta abdominal com dissecção e alto risco de ruptura", segundo os advogados.

Veja também

Cidade do Espírito Santo participa de estudo de eficácia com meia dose da AstraZeneca/Fiocruz
Vacina

Cidade do Espírito Santo participa de estudo de eficácia com meia dose da AstraZeneca/Fiocruz

Governo de São Paulo prevê antecipar a vacinação de todos os adultos do estado em 30 dias
Covid-19

Governo de São Paulo prevê antecipar a vacinação de todos os adultos do estado em 30 dias