Suspeito de roubo em Guarulhos tem prisão convertida em preventiva

O suspeito teria oferecido apoio logístico para passar a carga roubada dos carros usados no assalto para outros veículos

Célio Dias foi Ele foi detido pela Polícia Civil com um carregador de fuzil e muniçãoCélio Dias foi Ele foi detido pela Polícia Civil com um carregador de fuzil e munição - Foto: Tv Brasil

Em audiência de custódia realizada na tarde desta segunda-feira (29) no Fórum Criminal da Barra Funda, em São Paulo, a Justiça decidiu transformar a prisão em flagrante do terceiro homem preso acusado de participar do roubo de ouro no Aeroporto de Guarulhos, em preventiva.

Célio Dias, que teve sua prisão em flagrante convertida em preventiva nesta segunda (29), é acusado de participar do roubo de 718,9 quilos de ouro do Aeroporto Internacional de Guarulhos, ocorrido na última quinta-feira (25). Ele foi detido em flagrante pela Polícia Civil com um carregador de fuzil e munição.

Segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais, ele teria oferecido apoio logístico para passar a carga roubada dos carros usados no assalto para outros veículos. Ele seria funcionário do estacionamento onde teria ocorrido a troca de veículos e em que foram deixados os veículos utilizados o roubo ao aeroporto: um Hilux e um Frontier.

Leia também:
Polícia de SP prende terceiro suspeito de participação no roubo de 720 quilos de ouro
Polícia prende dois suspeitos de participação no roubo de 720 quilos de ouro
Seguradora oferece recompensa de R$ 150 mil por pistas de ouro roubado


Outros dois suspeitos foram presos durante o fim de semana. Entre eles, está Petterson Patrício, o funcionário do aeroporto que teria sido feito de refém e obrigado a ajudar os criminosos. Segundo o advogado Ricardo Sampaio Gonçalves, que o defende, ele nega participação no roubo.

De acordo com a polícia, ao menos dez pessoas participaram do crime. O grupo chegou ao aeroporto por volta das 14h30 de quinta-feira, em dois carros disfarçados de viaturas da Polícia Federal. Fortemente armados, renderam os funcionários que faziam a manipulação da carga e os obrigaram a transferir o ouro para uma das caminhonetes. A entrada dos ladrões foi facilitada pelo supervisor de logística, que afirma ter sido rendido na noite anterior. O metal, dividido em 31 malotes, tinha como destino Nova York, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá.

Veja também

Explosão em loja de armas deixa um morto e quatro feridos no Rio de Janeiro
Tragédia

Explosão em loja de armas deixa um morto e quatro feridos no Rio

Pernambucano é único brasileiro a conquistar ouro na Olimpíada Internacional de Matemática
Ciência

Pernambucano é único brasileiro a conquistar ouro na Olimpíada Internacional de Matemática