A-A+

Tenente-coronel faz esposa e filhos reféns no Rio

Militar manteve a família sob mira de um revólver por cerca de 14 horas

Policiais foram chamados para a liberação da famíliaPoliciais foram chamados para a liberação da família - Foto: Reprodução/Record TV Rio

Um tenente-coronel do Exército manteve esposa e seus dois filhos reféns durante cerca de 14 horas em seu apartamento, no bairro de Cascadura, na zona norte do Rio de Janeiro. O militar colocou os familiares sob a mira de um revólver desde as 20h dessa terça-feira (14) e se entregou por volta das 10h desta quarta-feira (15). 

De acordo com porteiros e vizinhos da família, o casal brigava no início da noite de terça quando a esposa do militar começou a pedir socorro. A Polícia Militar foi chamada até o condomínio, quando o tenente-coronel anunciou que estava fazendo sua família de refém. Equipes do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) contam com apoio do BAC (Batalhão de Ações com Cães) e da DAS (Delegação Antissequestro) para ajudar nas negociações de rendição.

Leia também:
Família é feita refém dentro da própria residência em Caruaru
Estudante universitário é preso com duas submetralhadoras no Recife

A polícia tentou a liberação de um dos filhos do casal em troca de um agente de segurança durante a madrugada, mas o militar não aceitou a proposta. Uma amiga da esposa afirmou que o tenente-coronel já apresentou um comportamento agressivo outras vezes. “Ele era truculento, de empurrar, fazer certas coisas. Ele ameaçava até as crianças. Já falei pra ela: ‘se não quiser fazer por você, faça pelos seus filhos’”.

O porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, disse que as crianças não estão feridas, continuam acordadas e que a energia elétrica do apartamento foi cortada, como procedimento em situações com reféns. Os outros moradores do prédio foram proibidos de sair de seus apartamentos por motivos de segurança.

Veja também

TST libera retorno gradual de atividades da Justiça do Trabalho do Rio
Retomada

TST libera retorno gradual de atividades da Justiça do Trabalho do Rio

Pesquisa revela que apenas 17% das pessoas conhece o principal fator de risco do câncer colorretal
Saúde

Pesquisa revela que apenas 17% das pessoas conhece o principal fator de risco do câncer colorretal