Transpetro já recolheu 75% do óleo que vazou na Baía de Guanabara

O vazamento é decorrente do furto de petróleo ocorrido no último sábado (8)

TranspetroTranspetro - Foto: Agência Petrobras

A Petrobras Transporte (Transpetro) informou, por meio de nota, que 45 mil litros de um total de 60 mil litros de óleo (75% do volume vazado) já foram recolhidos pelas equipes de emergência. O vazamento é decorrência do furto de petróleo ocorrido no último sábado (8) em oleoduto no município de Magé, no limite com o município de Duque de Caxias, ambos na Baixada Fluminense.

A empresa informou que que um sobrevoo de helicóptero realizado na manhã desta segunda-feira (10) na Baía de Guanabara constatou a presença de vestígios de óleo somente na foz e nas margens do Rio Estrela, A companhia continua trabalhando nas ações de limpeza e recuperação da área atingida e instalou uma unidade de socorro à fauna no local, com atuação de médica veterinária e especialistas em meio ambiente.

Foram mobilizados 413 profissionais, com uso de 24.600 metros de barreiras absorventes e de contenção, 19 caminhões, 22 embarcações de apoio, uma aeronave, três drones, dentre outros recursos. O duto foi reparado e voltou a operar normalmente.

A Transpetro esclarece que é vítima de ações criminosas de furto de óleo e derivados e colabora com as investigações das autoridades. A companhia pediu a colaboração dos moradores vizinhos aos dutos para minimizar o risco de acidentes gerado pelos furtos. Eles podem entrar em contato com a companhia por meio do telefone 168, caso identifiquem qualquer movimentação suspeita na faixa de dutos e em terrenos próximos. A ligação é grátis e o atendimento funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Veja também

'Eu não sabia o tamanho que meu filho representava', diz mãe de Paulo Gustavo
SAUDADE

'Eu não sabia o tamanho que meu filho representava', diz mãe de Paulo Gustavo

STF vai definir se empresa pode demitir em massa sem negociação coletiva
Trabalho

STF vai definir se empresa pode demitir em massa sem negociação coletiva