Três homens morrem afogados após serem assaltados no rio Negro

Eles faziam parte de um grupo de quatro missionários que realizavam um trabalho com comunidades ribeirinhas

Afogamento no Rio NegroAfogamento no Rio Negro - Foto: divulgação

SÃO PAULO - Foram encontrados em Manaus, no Amazonas, os corpos de três homens vítimas de um assalto na noite de sexta-feira (16) no rio Negro. Eles faziam parte de um grupo de quatro missionários que realizavam um trabalho com comunidades ribeirinhas no bairro de Tarumã.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o grupo foi abordado por piratas de água doce, armados com espingardas e revólveres, que levaram o barco, sem pedir outros pertences. Os missionários disseram aos assaltantes que apenas um deles sabia nadar, mas mesmo assim foram todos forçados a pular no rio.

Aquele que sabia nadar conseguiu chegar à margem e chamou socorro. Por volta da 1h de sábado (18), os bombeiros fizeram uma busca de superfície e não encontraram ninguém.

"Com chegada da luz do dia, nossos bombeiros mergulhadores iniciaram os trabalhos de buscas submersas e em menos de 24 horas dois dos desaparecidos foram encontrados", diz o coronel Mauro Marcelo Lima Freire, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas. O terceiro corpo foi encontrado por volta das 7h40 deste domingo (19).

De acordo com o IML (Instituto Médico-Legal), os corpos de Marcelo Alves Moura, 37, e Jardel da Silva Ribeiro, 22, foram reconhecidos no fim da tarde de sábado por familiares. O corpo encontrado no domingo é de Cristiano Cesar da Silva Conceição, 37. A investigação do caso será conduzida pela Polícia Civil.

Leia também
Banda Capital Inicial sofre tentativa de assalto no Rio
Caruaru e região apresentam redução de homicídios e assaltos
"Morreu como herói", diz irmão de homem que salvou crianças de afogamento

Veja também

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado