TSE: mais de 1 milhão de eleitores regularizaram pendências

A partir de agora, nenhuma alteração no cadastro será permitida

urnas eletrônicas urnas eletrônicas  - Foto: Marri Nogueira/Agência Senado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que 1.040.323 eleitores solicitaram a regularização de pendências com a Justiça Eleitoral antes do prazo estabelecido, encerrado na quarta-feira (6).

A partir de agora, nenhuma alteração no cadastro eleitoral será permitida antes das eleições de outubro, quando serão eleitos prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

Segundo o TSE, os pedidos de regularização feitos pelo site do tribunal serão analisados até o dia 3 de junho, quando será divulgado o número de eleitores aptos a votar no pleito deste ano. Os pedidos envolvem solicitações de quem deseja mudar o local de votação, domicílio eleitoral, regularizar título cancelado, fazer alterações de dados pessoais e pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento.

Leia também:
Mudança na data de eleições municipais só poderá acontecer até junho
TSE suspende cancelamento de 2,5 milhões de títulos eleitorais


Devido ao fechamento dos cartórios eleitorais por causa da covid-19, o TSE permitiu a regularização eletrônica do documento. As consequências da pandemia também levaram o tribunal a suspender o cancelamento de 4,4 milhões de títulos de eleitores faltosos nas últimas eleições.

Veja também

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)
Coronavírus

Pacientes de Manaus chegam ao Hospital das Clínicas, da UFPE, neste sábado (23)

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus
Coronavírus

À frente do combate à Covid-19, presidente da Vigilância Sanitária morre vítima da doença em Manaus