Uno Mille com R$ 9 milhões em multas é apreendido em São Paulo

O valor que o veículo deve é cerca de 706 vezes maior do que o valor do modelo dele

Armando Monteiro promete parcelamento de IPVA e de multasArmando Monteiro promete parcelamento de IPVA e de multas - Foto: Leo Caldas/Divulgação

Um Fiat Uno Mille com mais de R$ 9 milhões em multas foi apreendido, no final da tarde desta sexta-feira (25), por policiais militares na avenida Senador Teotônio Vilela, na zona sul de São Paulo.

O valor que o veículo deve é cerca de 706 vezes maior do que o valor do modelo dele (ano 2008) de acordo com a tabela Fipe -que é de R$ 12.798,00.

No total, o carro acumula R$ 9.038.872,87 em débitos, sendo a maior parte deles (R$ 9.037.147,79) em multas, de acordo com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito). A maioria das infrações se deve a excesso de velocidade e avanço de semáforo.

Uma vez apreendido, o Uno Mille deve ser enviado para leilão. O dinheiro arrecadado será descontado do total das dívidas, e o restante ficará em nome do proprietário, cujo nome não foi divulgado.

O alto valor da dívida ocorre porque o proprietário do carro é uma pessoa jurídica que não repassou as multas para o motorista que cometeu as infrações com o veículo, segundo o Detran.

Além disso, o código brasileiro de trânsito prevê que uma infração tenha seu valor multiplicado pelo número de vezes em que ela ocorreu nos últimos doze meses.

Se o veículo foi multado por avançar o sinal vermelho dez vezes no último ano, a multa aplicada será dez vezes o valor original -R$ 2.934,70, quando a lei estipula mínimo de R$ 293,47.

Foi a terceira ocasião no mês de novembro que um carro foi apreendido em São Paulo com dívida milionária, acumulada entre multas e impostos.
Antes, um furgão foi apreendido no dia 8 com pendências de aproximadamente R$ 2,7 milhões e uma picape Peugeot foi encontrada com mais de R$ 9 milhões em dívidas no dia 18.

Veja também

Governo escala relações públicas ambiental contra fuga de investidores
Meio Ambiente

Governo escala relações públicas ambiental contra fuga de investidores

Relatório do Congresso dos EUA vê risco à democracia e ao ambiente sob Bolsonaro
EUA

Relatório do Congresso dos EUA vê risco à democracia e ao ambiente sob Bolsonaro