Brunninha segue internada e apresenta melhora após transplante

Menina potiguar precisou ser submetida a uma nova cirurgia para conter um sangramento horas após o transplante

Brunninha, que sofre de uma cardiopatia grave, foi transplantada no RecifeBrunninha, que sofre de uma cardiopatia grave, foi transplantada no Recife - Foto: Reprodução/Instagram

A potiguar Brunna Lopes Barbosa, a Brunninha, de 7 anos, continua internada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro da Boa Vista, na área central do Recife. Segundo o hospital, o estado de saúde dela ainda é considerado grave.

A mãe da garota, a dona de casa Núbia Barbosa, contou por telefone ao Portal FolhaPE, nesta sexta-feira (5), que a filha está melhor e segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). "Ela está melhor. Está bem e se recuperando. Fico o tempo todo ao lado dela", disse a dona de casa.

Leia também:
Após apelo de médico nas redes, menina potiguar faz transplante de coração no Recife
‘Agradeço a todos que ajudaram minha filha’, diz mãe de Brunninha após transplante

Brunninha precisou ser submetida a uma nova cirurgia para conter um sangramento no início da tarde dessa quinta-feira (4). A menina, que é natural da cidade potiguar Serrinha e sofre de transposição das grandes artérias, uma cardiopatia grave, precisou ser transferida do Rio Grande do Norte para Pernambuco para ser transplantada. 

A transferência porque nenhum hospital no Rio Grande do Norte é credenciado à Central Nacional de Transplantes, do Ministério da Saúde. Ela chegou a ser internada no Hospital Rio Grande, mas a unidade de saúde não recebeu autorização para realizar o transplante. Toda a burocracia levou o dr. Madson Vidal, que é presidente da Associação Amigos do Coração da Criança de Natal (Amico), a publicar a luta da criança pela vida em seu perfil no Instagram.

"Não se deveria fazer contas ou haver 'burocracias' para tentar salvar uma vida. Estamos com uma menina linda com seu coraçãozinho, que não funciona mais, conectado através de tubos a uma máquina para que ela não morra”, escreveu. Do desabafo surgiu a mobilização que resultou no transplante da menina.

Veja também

Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
BRASIL

Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas

Pernambuco ganha lei que concede anistia de IPVA vencidos em 2020 para motos
QUITAÇÃO DE DÍVIDAS

Pernambuco ganha lei que concede anistia de IPVA vencidos em 2020 para motos