Cabo de Santo Agostinho ganha nova sede da Delegacia da Mulher

Unidade passa a funcionar em Pontezinha, às margens da BR 101

Inauguração da nova sede da Delegacia da Mulher no Cabo de Santo AgostinhoInauguração da nova sede da Delegacia da Mulher no Cabo de Santo Agostinho - Foto: Edésio Muniz / PCPE

A nova sede da Delegacia Especializada da Mulher (DEAM) do Cabo de Santo Agostinho foi inaugurada nesta quinta (8), comemorando o Dia Internacional da Mulher. O espaço agora passa a funcionar no bairro de Pontezinha, às margens da antiga BR-101, no prédio do antigo Sistema de Tratamento da Compesa. A delegacia vai atender das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, exclusivamente para as mulheres vítimas de violência. Até então, o atendimento era realizado na Delegacia Seccional, que abrigava outras unidades policiais.

O novo prédio é fruto de uma parceria da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e a prefeitura do município. A unidade conta com recepção, brinquedoteca, salas de registro de Boletim de Ocorrência, xadrez e alojamento para policiais, entre outras facilidades.

“Este é um momento histórico”, comemorou a secretária da Mulher do Cabo de Santo Agostinho, Edna Gomes. “Esse equipamento é um instrumento que vai coibir a violência contra a mulher e, agregado a ele, temos um centro de atendimento à mulher vítima de violência para que as vítimas saiam daqui amparadas de fato, e não venham a se tornar mais tarde apenas uma estatística”, destacou.

Leia também:
No Dia da Mulher, delegacia promove ações de saúde e cidadania
[Fotos] Mulheres protestam, no Centro do Recife, por direitos e contra violência
Recife terá Brigada Maria da Penha para dar assistência a mulheres violentadas
Estudo mostra condições das delegacias de Pernambuco
Decreto institui feminicídio nos boletins de ocorrência de Pernambuco


Para o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kehrle, a nova delegacia está apta a oferecer um atendimento e acolhimento diferenciados. “Iniciativas como esta se possibilita especializar e interiorizar o trabalho da polícia”, declarou.

Hoje existem onze Delegacias da Mulher em Pernambuco: quatro delas na Região Metropolitana do Recife (Recife, Cabo, Paulista , Jaboatão dos Guararapes e Goiana), uma na Zona da Mata (Vitória de Santo Antão), três no Agreste (Caruaru, Surubim e Garanhuns) e duas no Sertão (Afogados da Ingazeira e Petrolina).

A delegacia foi inaugurada às 14h30 e, imediatamente, a delegada titular Ângela Fernandes já recebeu uma denúncia de uma mulher que havia sofrido espancamento por parte do próprio filho. “Ela tomou conhecimento da nova sede e já veio denunciar. Isso é muito importante. Eu digo sempre que a mulher que denuncia é uma mulher protegida”, afirmou.

A vítima, não identificada, chegou apresentando escoriações no corpo, registrou Boletim de Ocorrência e foi encaminhada a uma unidade de saúde para realizar exame de corpo de delito. “Nossa experiência mostra que, quando a mulher denuncia, ela quebra um ciclo de agressões físicas e psicológicas”, finalizou a delegada.


Veja também

Em meio a polêmica, ministro veta divulgar cloroquina em 'dia D' contra Covid
coronavírus

Em meio a polêmica, ministro veta divulgar cloroquina em 'dia D' contra Covid

CTTU inicia agendamento para volta do atendimento presencial
RECIFE

CTTU inicia agendamento para volta do atendimento presencial