Cabo inaugura Hospital de Campanha Ricardo Brennand

A estrutura do hospital, conta ainda com uma sala de estabilização, com dois respiradores pulmonares, para atender o casos que apresentarem complicações e com concentradores de oxigênio

Hospital de campanha é inaugurado no CaboHospital de campanha é inaugurado no Cabo - Foto: Divulgação/ Cabo de Santo Agostinho

Mais um hospital de campanha compõe o arsenal contra o novo coronavírus no Estado. Dessa vez, o município do Cabo de Santo Agostinho, inaugurou nesta quinta-feira (21), uma unidade com capacidade de 90 leitos de enfermaria. O espaço irá funcionar na Praça 9 de Julho, na PE-60 e leva o nome de Hospital de Campanha Ricardo Brennand, em ao empresário que nasceu no município e faleceu no último dia 25 devido à Covid-19.

A estrutura do hospital conta ainda com uma sala de estabilização, com dois respiradores pulmonares (para atender o casos que apresentarem complicações) e com concentradores de oxigênio. Até o fim da manhã da última quarta-feira (20), o hospital já tinha recebido quatros pacientes, com um transferido para um leito de Unidade Intensiva (UTI). Os pacientes são advindos de outras unidades do município como o Hospital Mendo Sampaio, Policlínica Dr. Jamaci Medeiros e o SPA Gaibu. A dependero da melhora no caso, eles começam a ser transferidos.

Leia também:
Cabo sinaliza avenida para evitar aglomerações em saques do auxílio emergencial
Epidemia de coronavírus vive 'nova etapa' e avanço ao interior é inevitável, diz ministro interino da Saúde
Covid-19: Pernambuco tem novo recorde diário de curas

O atendimento na unidade não funciona por demanda espontânea.  Os pacientes devem ser encaminhados pelos médicos e a internação só acontece após a pessoa passar por atendimento prévio. “Essa unidade não é porta aberta, os pacientes precisam ser atendidos anteriormente pela rede de urgência e emergência do município para garantir a entrada no hospital de campanha”, explica a secretária de Saúde do Cabo, Juliana Vieira.

No momento, segundo a secretária, o hospital abriu com 30 leitos disponíveis, por conta da dificuldade de encontrar médicos plantonistas para atuarem no equipamento da saúde. "Convocamos 22 médicos e apenas 7 se apresentaram. Vamos realizar uma nova convocação dos profissionais aprovados, fizemos recentemente uma seleção de campanha que 13 profissionais médicos se apresentaram, porém apenas 3 permaneceram", ressaltou.

Segundo a pasta da saúde do município, outra unidade temporária está sendo criada para dar suporte ao tratamento dos pacientes. O equipamento, com capacidade para 30 leitos, sendo dois de estabilização, não tem data pra ser inaugurado mas funcionará no Ginásio do Gibão, em Ponte dos Carvalhos.

Alguns entraves dificultam a obra. De acordo com a Secretaria de Saúde do município a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) prometeu ao município 3 respiradores e 3 monitores multiparametros, os equipamentos ainda não chegaram.

Em resposta, a SES-PE informou que a demanda chegou apenas na última segunda-feira e de pronto foi acatada. A expectativa, segundo o órgão, é que a solicitação seja atendida nos próximos dias. "Apesar do Estado ter recebido 35 respiradores esta semana, todos já estavam previamente comprometidos para abrir leitos dentro da programação das unidades estaduais", finalizou o comunicado.

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro