MUNDO

Cabo Verde apreende mais de 5t de cocaína procedente do Brasil

Cinco brasileiros e dois montenegrinos foram presos

Imagem ilustrativa de cocaínaImagem ilustrativa de cocaína - Foto: Pexels

A polícia de Cabo Verde anunciou que apreendeu, com a ajuda de agentes americanos, mais de cinco toneladas de cocaína no mar, a bordo de um barco de pesca procedente do Brasil, e prendeu cinco brasileiros e dois montenegrinos. 

Trata-se de uma das maiores apreensões de droga já feitas pelos serviços policiais deste arquipélago lusófono do Atlântico, situado ao largo da costa africana, informou a polícia na noite de quarta-feira (7), referindo-se aos 5.668 quilos retidos.

“A operação aconteceu em 1º de abril, após uma abordagem em alto-mar por suspeitas de tráfico internacional de drogas”, disse o diretor da polícia judiciária cabo-verdiana, Ricardo Gonçalves, à imprensa. 

"Sob a jurisdição das autoridades cabo-verdianas, as polícias de Estados Unidos e Cabo Verde embarcaram, inspecionaram o navio pesqueiro e procederam à apreensão de 5.668 quilos de cocaína", acrescentou.

 

Além dos serviços de Cabo Verde, a operação envolveu os serviços antidrogas e Marinha dos Estados Unidos, a Polícia Federal brasileira e a Agência Nacional de Crimes do Reino Unido.

Em janeiro de 2019, 9.570 quilos de cocaína já haviam sido descobertos no porto da capital nacional, Praia, a bordo de um navio de bandeira panamenha. A embarcação havia partido da América do Sul rumo ao Marrocos com tripulação russa.

A costa da África Ocidental é conhecida por ser uma importante rota de trânsito de cocaína procedente da América Latina para a Europa. Cabo Verde é vulnerável, devido à sua geografia e à extensão de suas águas, vigiadas com recursos limitados. 

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid