Cachorro que dorme no quarto com o tutor é menos destruidor, aponta estudo

Os primeiros resultados do levantamento foram apresentados em outubro no Encontro Anual da Associação de Treinadores Profissionais de Cachorros, nos Estados Unidos

Pessoas com problemas de saúde têm forte vínculo emocional com pets, mostra estudoPessoas com problemas de saúde têm forte vínculo emocional com pets, mostra estudo - Foto: Reprodução/Pixabay

Cães que dormem no quarto com o tutor apresentam menos sintomas de ansiedade de separação e agressividade, mostra estudo desenvolvido pelo especialista em comportamento animal Alexandre Rossi.

De acordo com a pesquisa, ainda em desenvolvimento, animais que dormem ao menos dentro de casa exibem com menos frequência alguns dos principais sintomas de ansiedade de separação, como destruir objetos, latir muito quando ficam sozinhos e ameaças agressivas. Esse comportamento é ainda menos frequente no caso de pets que passam a noite no quarto com os tutores.

A causa dessas associações ainda não está clara, e estudos futuros poderão indicar as possíveis razões.

Leia também:
Outubro Rosa: Pets também devem passar por exames preventivos  

Os primeiros resultados do levantamento foram apresentados em outubro no Encontro Anual da Associação de Treinadores Profissionais de Cachorros, nos Estados Unidos (APDT, na sigla em inglês). Para o estudo, foram coletados dados a partir de um questionário que incluía perguntas sobre onde o cão permanece à noite e com qual frequência destrói objetos ou faz as necessidades em locais indesejados quando deixados sozinhos em casa -sintomas de ansiedade de separação.

O questionário foi disponibilizado na página da Estopinha, e mais de 60 mil pessoas participaram.

Segundo o especialista, as descobertas ainda devem ser consideradas com cautela, pois os dados ainda não foram publicados em revista científica e podem sofrer alterações.

Veja também

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU
Mundo

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus
Pandemia

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus