Calendário mais “folgado” ajuda o Sport

Rubro-negros estão tendo tempo para descansar entre uma rodada e outra do Nacional, vantagem que pode fazer a diferença

Ocupação Marielle Franco, no Centro do RecifeOcupação Marielle Franco, no Centro do Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

 

Utilizado como desculpa oficial por dez entre dez treinadores brasileiros, o calendário - geralmente apertado - até que tem contribuído com o Sport nesta temporada. Muito por conta, também, de o time não estar disputando várias competições simultâneas. Pelo Campeonato Brasileiro, nas 34 rodadas já disputadas, o Rubro-negro atuou em 13 ocasiões tendo basicamente uma semana de preparação para entrar em campo, seja de um domingo para outro domingo ou de uma quarta-feira para outra, por exemplo. No total, foram seis vitórias, seis derrotas e um empate, computando um aproveitamento de 48,7% dos pontos disputados, média superior aos 42% de média geral que o clube contabiliza nesta Série A.
Porém, esse “descanso” já fez efeito mais positivo anteriormente, deixando de ser um diferencial leonino nas últimas situações semelhantes. No Primeiro Turno, foi com esse intervalo de uma semana que o Leão conseguiu emendar três vitórias conseguidas, batendo Grêmio, Cruzeiro e Atlético/PR em finais de semana consecutivos, sem ter tido partidas durante os “dias úteis”. Nesta segunda metade da competição, dos últimos quatro jogos em que atuou “descansado”, o Sport perdeu três: para Fluminense (01/10), Chapecoense (12/10) e Palmeiras (23/10), todos fora de casa.

Como alento, na última vez que teve uma semana inteira para trabalhar, os rubro-negros bateram o Grêmio, na rodada passada, por 3x0, quebrando o tabu de nunca ter vencido o adversário em Porto Alegre. “É sempre bom ter tempo suficiente para descansar os atletas e trabalhar. Ainda mais nesta reta final, em que todos estão desgastados pela temporada. Teremos isso agora e vamos aproveitar ao máximo”, comentou Daniel Paulista, logo após o triunfo contra os gremistas.

Desta vez, o time leonino está tendo mais do que uma semana completa de uma partida para outra. São nove dias de intervalo entre o duelo com o Grêmio, na última segunda, e o jogo contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro. Pensando nisso, o treinador Daniel Paulista deu folga novamente aos jogadores, que se reapresentam hoje, no Centro de Treinamento José Médicis, em Paratibe, para o início da preparação para o duelo com a Raposa.

Além do tempo para trabalhar, o comandante rubro-negro terá praticamente todos os atletas à disposição para buscar a vitória - um resultado positivo, a depender de combinação de resultados, pode eliminar qualquer possibilidade de rebaixamento.

O lateral-direito Samuel Xavier e o volante Rithely retornam de suspensão. Já Paulo Roberto tem boas chances de ser liberado pelo Departamento Médico. O único que continua fora é o meia Rodney Wallace, que ainda estará com a seleção da Costa Rica. Além dele, Apodi tomou o terceiro cartão amarelo contra o Grêmio e também está fora do jogo contra os mineiros.

 

Veja também

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice
França

'Digam a meus filhos que amo eles', as últimas palavras da brasileira vítima de ataque em Nice

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta-feira
Reumatismo

Dia de luta contra o reumatismo é lembrado no país nesta sexta