Chuva

Camaragibe e São Lourenço têm maiores índices de chuva, e Recife registra alagamentos; veja números

Tempo chuvoso no RecifeTempo chuvoso no Recife - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

As cidades de Camaragibe e São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR), registraram os maiores índices de chuva das 24 horas contadas até as 8h desta segunda-feira (31).

De acordo com o monitoramento de chuvas em tempo real da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), em Camaragibe, na região do bairro do Timbi, o índice registrado foi de 78,88 milímetros. Em São Lourenço, choveu 76,48 mm.

No Recife, o bairro com maior registro de precipitação foi a Várzea, na Zona Oeste, com 76,17 mm [veja o ranking completo no final do texto].

A Apac emitiu, na tarde de domingo (30), um alerta de estado de atenção para a possibilidade de chuvas fortes na RMR, Mata Sul, Mata Norte e Agreste. A precipitação começou ainda na noite do domingo e o alerta da agência é válido até esta segunda.

No início da manhã, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) indicou o registro de pelo menos oito pontos de alagamento na capital pernambucana:

- Av. Dr. José Rufino - Colégio Visão - ambos os sentidos;
- Av. Dois Rios - próximo ao SESI do Ibura;
- Av. Sul - corredor de ônibus - sob o Viaduto João Paulo II;
- Cais José Estelita - sub/cid - próximo à lombada eletrônica;
- Av. Eng. Abdias de Carvalho - próximo à lombada eletrônica - Torrões - sub/cid;
- Estrada dos Remédios e Rua do Acre - próximo ao Mercado de Afogados;
- Av. Mal. Masc. de Moraes - e/f à Divepe Caminhões Ford - ambos os sentidos.

Em caso de emergências, moradores devem acionar a Defesa Civil ou o Corpo de Bombeiros.

Veja os pontos onde mais choveu:

Timbi (Camaragibe) - 78,88 mm
Corpo de Bombeiros/Apac (São Lourenço da Mata) - 76,48 mm
Várzea (Recife) - 76,17 mm
Rua dos Milagres (São Lourenço da Mata) - 75,80 mm
Bairro dos Estados (Camaragibe) - 75,57 mm
Centro (Chã Grande) - 72,80 mm
Barra do Riachão (São Lourenço da Mata) - 72,62 mm
Alberto Maia (Camaragibe) - 68,29 mm
Cavaleiro (Jaboatão dos Guararapes) - 67,90 mm
Abreu e Lima/Apac (Abreu e Lima) - 65,91 mm

Veja também

Grande parte dos índios não sabe o que é dinheiro, diz Bolsonaro
Política

Grande parte dos índios não sabe o que é dinheiro, diz Bolsonaro

Fies 2021.2: estudantes já podem conferir se foram pré-selecionados
Educa Mais

Fies 2021.2: estudantes já podem conferir se foram pré-selecionados