Camburão da Alegria muda de endereço e vai desfilar em Olinda

No domingo, 5 de março, a agremiação vem cheia de novidades, encerrando o reinado de Momo na cidade

Camburão da AlegriaCamburão da Alegria - Foto: Flávio Japa/Arquivo Folha

Comemorando 25 anos de história, um dos mais tradicionais blocos do Carnaval pernambucano mudou de endereço e agora vai ganhar as ruas de Olinda. O “Camburão da Alegria”, comandado por policiais e bombeiros militares do Estado, já está de malas prontas para desembarcar na Marim dos Caetés. No domingo, 5 de março, a agremiação vem cheia de novidades, encerrando o reinado de Momo na cidade.

Na programação, estarão orquestras de frevo e várias atrações locais. O desfile conta com o apoio da Prefeitura de Olinda e trará, nesta edição, o tema: “Olinda Quero Cantar”. Os homenageados da grande festa serão o prefeito Professor Lupércio, assim como o artista e mestre dos bonecos gigantes, Silvio Botelho. A concentração está marcada para as 11h, na Praça Doze de Março, em Bairro Novo, contando com um cortejo de cinco trios elétricos.

De acordo com o presidente, coronel José Almeida, o público vai encontrar um Camburão repaginado. Trazendo uma grande mistura de ritmos, o Camburão da Alegria também promete enaltecer os principais clubes carnavalescos de Olinda. Os hinos saudosos formarão um grande coro pelas principais vias da cidade.

O percurso, com cerca de 5 km, terá como palco principal a avenida Getúlio Vargas, percorrendo também as vias mais próximas, exigindo bloqueios móveis e itinerantes. A Prefeitura vai designar agentes de trânsito, que estarão em pontos estratégicos para orientar a população. O trabalho, visando à segurança, vai contar com ações conjuntas, envolvendo diversas secretarias. 

Veja também

Cadela é resgatada após ser amarrada em moto e arrastada por seis quilômetros, no Grande Recife
Folha Pet

Cadela é resgatada após ser amarrada em moto e arrastada por seis quilômetros, no Grande Recife

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo
Justiça

STJ decide que condomínio pode proibir locação por meio de aplicativo