Campanha busca recursos para capacitar mães de crianças com síndromes raras

Projeto Mães Produtivas oferecerá cursos profissionalizantes gratuitos para mulheres com objetivo de reinseri-las socialmente

ONG AMAR oferecerá cursos profissionalizantes para mães cujos filhos são portadores de síndromes rarasONG AMAR oferecerá cursos profissionalizantes para mães cujos filhos são portadores de síndromes raras - Foto: Divulgação

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo e promover o aprendizado de mulheres cujos filhos são portadores de síndromes raras, a ONG Aliança de Mães e Famílias com Doenças Raras (Amar) busca financiar coletivamente seu projeto Mães Produtivas, que oferecerá cursos. O financiamento é realizado em parceria com a Viabilizze e quer arrecadar os R$ 7.500 para por a ideia em prática e reinseri-las no contexto social de trabalho, despertando a cidadania e autoestima.

O Mães Produtivas oferecerá cinco diferentes opções de cursos: maquiagem, design de sobrancelha e estética; doces e tortas finas; cabeleireiro; massoterapia e artesanato. Cada turma terá 25 vagas e serão promovidos dois cursos a cada mês. Ao final o programa terá beneficiado 250 mães. As aulas acontecerão todas as terças-feiras, das 14h às 17h, na sede da AMAR, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A programação incluirá lanche para as mães e seus filhos, além de rodas de conversa semanais.

O projeto envolve custos com alimentação, remuneração de professores, passagens e alimentação de voluntários, material de capacitação e para operacionalizar a ação. O financiamento coletivo segue o parâmetro do “tudo ou nada”. Então caso não a meta não seja alcançada, todo o dinheiro dos apoiadores será devolvido sem nenhuma cobrança adicional, e o projeto não será realizado.

Os interessados em participar da campanha e contribuir para a realização do projeto devem acessar o http://www.viabilizze.com.br/project/maesprodutivas/. As doações podem ser feitas com valores a partir de R$ 30 e aqueles que contribuírem receberão desde agradecimentos nominais nas redes sociais da AMAR, passando por brindes como squeezes térmicas, canecas e agendas, até o título de patrocinador do projeto.

A ONG AMAR existe desde agosto de 2013 e surgiu pela necessidade da sua idealizadora, mãe de um adolescente com síndrome de cri du chat, de se unir a outras mães que viviam isoladas, na mesma condição que ela. Atualmente 420 famílias da capital e interior de Pernambuco são beneficiadas pela ONG. A AMAR funciona em sede temporariamente pelo Ginásio Santos Dumont , na Rua Alm. Nelson Fernandes, s/n Boa Viagem. Quem tiver interesse de colaborar com doações ou voluntariado para a continuidade dos trabalhos da AMAR pode entrar em contato pelo telefone da instituição (3462-6444) ou pelo e-mail amarea[email protected]

Veja também

Elefante-marinho vira atração de surfistas e banhistas no Rio
Rio de Janeiro

Elefante-marinho vira atração de surfistas e banhistas no Rio

Mais de 2.300 idosos de abrigos são beneficiados com recursos para alimentação e higiene
PERNAMBUCO

Mais de 2.300 idosos de abrigos são beneficiados com recursos para alimentação e higiene