Campanha busca recursos para capacitar mães de crianças com síndromes raras

Projeto Mães Produtivas oferecerá cursos profissionalizantes gratuitos para mulheres com objetivo de reinseri-las socialmente

ONG AMAR oferecerá cursos profissionalizantes para mães cujos filhos são portadores de síndromes rarasONG AMAR oferecerá cursos profissionalizantes para mães cujos filhos são portadores de síndromes raras - Foto: Divulgação

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo e promover o aprendizado de mulheres cujos filhos são portadores de síndromes raras, a ONG Aliança de Mães e Famílias com Doenças Raras (Amar) busca financiar coletivamente seu projeto Mães Produtivas, que oferecerá cursos. O financiamento é realizado em parceria com a Viabilizze e quer arrecadar os R$ 7.500 para por a ideia em prática e reinseri-las no contexto social de trabalho, despertando a cidadania e autoestima.

O Mães Produtivas oferecerá cinco diferentes opções de cursos: maquiagem, design de sobrancelha e estética; doces e tortas finas; cabeleireiro; massoterapia e artesanato. Cada turma terá 25 vagas e serão promovidos dois cursos a cada mês. Ao final o programa terá beneficiado 250 mães. As aulas acontecerão todas as terças-feiras, das 14h às 17h, na sede da AMAR, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A programação incluirá lanche para as mães e seus filhos, além de rodas de conversa semanais.

O projeto envolve custos com alimentação, remuneração de professores, passagens e alimentação de voluntários, material de capacitação e para operacionalizar a ação. O financiamento coletivo segue o parâmetro do “tudo ou nada”. Então caso não a meta não seja alcançada, todo o dinheiro dos apoiadores será devolvido sem nenhuma cobrança adicional, e o projeto não será realizado.

Os interessados em participar da campanha e contribuir para a realização do projeto devem acessar o http://www.viabilizze.com.br/project/maesprodutivas/. As doações podem ser feitas com valores a partir de R$ 30 e aqueles que contribuírem receberão desde agradecimentos nominais nas redes sociais da AMAR, passando por brindes como squeezes térmicas, canecas e agendas, até o título de patrocinador do projeto.

A ONG AMAR existe desde agosto de 2013 e surgiu pela necessidade da sua idealizadora, mãe de um adolescente com síndrome de cri du chat, de se unir a outras mães que viviam isoladas, na mesma condição que ela. Atualmente 420 famílias da capital e interior de Pernambuco são beneficiadas pela ONG. A AMAR funciona em sede temporariamente pelo Ginásio Santos Dumont , na Rua Alm. Nelson Fernandes, s/n Boa Viagem. Quem tiver interesse de colaborar com doações ou voluntariado para a continuidade dos trabalhos da AMAR pode entrar em contato pelo telefone da instituição (3462-6444) ou pelo e-mail [email protected]

Veja também

Pesquisa comprova eficiência de telas de vidro ou acrílico contra Covid em salas de aula
Coronavírus

Pesquisa comprova eficiência de telas de vidro ou acrílico contra Covid em salas de aula

Professores deliberam sobre greve da rede estadual em assembleia nesta sexta-feira (23)
Educação

Professores deliberam sobre greve da rede estadual em assembleia nesta sexta-feira (23)