Campanha de Lula para 2018 começa oficialmente hoje

Metade dos eleitores brasileiros dizem que não votariam em Lula de jeito nenhum

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Colunista

O ex-presidente Lula inicia oficialmente, hoje, a caminhada que poderá levá-lo à Presidência da República em 2018. Ele visitará nos próximos 20 dias os 9 estados da região Nordeste, começando pela Bahia e encerrando no Maranhão. O seu objetivo é relembrar os programas sociais que foram criados nos governos petistas, a exemplo do Bolsa Família, Prouni, Fies, Minha casa, minha vida, Luz para todos, Mais médicos, etc. E apresentar-se como vítima de perseguição política por parte do juiz Sérgio Moro, que o condenou a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e ocultação de patrimônio. Como é sabido, Lula não tem mais o prestígio que tinha quando deixou o Palácio do Planalto em 2010 com mais de 80% de aprovação. O desgaste começou em 2005 com o processo do mensalão e alcançou seu ápice em junho deste ano quando saiu a sentença do juiz paranaense. Todavia, ele ainda é muito forte no Nordeste, conforme apontam pesquisas de opinião, embora no conjunto do país sua rejeição seja astronômica, dado que 50% dos eleitores dizem que não votariam nele de jeito nenhum.

Caravana da esperança
O PT batizou com o nome de “Caravana da esperança” a viagem que o ex-presidente Lula iniciará hoje pelo Nordeste. Ele viajará cerca de três mil quilômetros e durante os seus deslocamentos pela região terá a colaboração de assessores petistas e de seguranças da Polícia Federal. As próximas caravanas estão marcadas para o final do ano nos Estados de SP e MG.

Memória >
Antes de tornar-se presidente em 2002, Lula tinha um sincero torcedor fora dos quadros do PT: o ex-ministro Roberto Campos, expoente do liberalismo em nosso país. Campos queria que Lula fosse presidente “para que o povo brasileiro tenha oportunidade de testar um governo comandado por petistas”. Agora, o prefeito João Dória (SP), que estará amanhã no Recife, torce para que Lula não seja preso, pois deseja enfrentá-lo nas eleições do próximo ano.

Livro > Será lançado no Recife, agora em setembro, o livro “Comentários a uma sentença anunciada - O processo Lula”, reunindo artigos de mais de uma centena de advogados em defesa do ex-presidente e contra a sentença do juiz Sérgio Moro. Para o advogado Alberto Toron, que defende Aécio Neves (PSDB), a condenação de Lula foi um “escárnio”.

Decoro > 12 dos 15 vereadores de São Lourenço da Mata subscreveram um pedido de cassação do presidente da Câmara, Denis Alves de Souza (PTN), por quebra do decoro parlamentar. Eles alegam que o presidente faria uso de documentos falsos e seria proprietário de três empresas do ramo de medicamentos, todas registradas no mesmo endereço.

Defesa > O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), quem diria, defendeu ontem na reunião da executiva nacional do PMDB o arquivamento do pedindo de expulsão dos senadores Kátia Abreu (TO) e Roberto Requião (PR), bem como da suspensão imposta a Jarbas Vasconcelos (PE) e mais 4 deputados do partido por terem votado a favor da denúncia contra Michel Temer.

Veja também

Acusação contra Trump será enviada ao Senado na segunda-feira, diz líder democrata
IMPEACHMENT

Acusação contra Trump será enviada ao Senado na segunda-feira, diz líder democrata

Biden planeja turbinar auxílio emergencial para enfrentar crise de fome agravada pela Covid-19
EUA

Biden planeja turbinar auxílio emergencial para enfrentar crise de fome agravada pela Covid-19