Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda

Na primeira etapa, o público-alvo são as crianças de 6 meses a 4 anos

SarampoSarampo - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Começa nesta segunda-feira (7) a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, com Dia D de mobilização em 19 de outubro. A ação acontecerá em duas etapas. Nesta primeira fase, o público-alvo são crianças de 6 meses a 4 anos, enquanto na segunda, a partir de novembro, o foco serão as pessoas de 20 a 29 anos.

Em ambos os casos, só precisa tomar a vacina durante a campanha quem ainda não iniciou ou não completou o esquema vacinal (duas doses). Segundo o último balanço da doença divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), até o dia 27 de setembro, foram confirmados 23 casos em Pernambuco neste ano. Além disso, há 731 notificações, com 242 descartes e as demais em investigação.

Leia também:
Começa campanha de vacinação contra sarampo para crianças de até 4 anos
PE contabiliza 731 casos suspeitos de sarampo no ano; 23 foram confirmados
Sobe para 22 o número de casos confirmados de sarampo em Pernambuco

De acordo com a superintendente de Imunização da SES-PE, Ana Catarina de Melo, 170 mil doses foram encaminhadas ao Estado apenas neste mês para auxiliar os municípios em suas ações. "As crianças constituem o grupo com a maior incidência de casos de sarampo no Brasil. Aqui em Pernambuco, temos cinco confirmações em meninos e meninas menores de um ano, inclusive com um óbito nessa faixa etária, que foi inclusa no grupo prioritário para vacinação a partir de agosto deste ano. Precisamos sensibilizar os pais e responsáveis para levar os pequenos aos postos de saúde e deixá-los protegidos contra o sarampo, além da caxumba e a rubéola", disse.

Toda criança entre 6 meses e 11 meses deve ser vacinada com a tríplice viral, considerada a "dose zero". Uma nova dose deve ser feita aos 12 meses e outra aos 15 meses, quando o esquema é finalizado. A partir dos 2 anos, caso o menino ou menina ainda não tenha começado o esquema vacinal, as duas doses devem ser feitas com um intervalo de um mês entre elas. No Estado, entre janeiro e setembro, mais de 205 mil doses já foram aplicadas em crianças entre 6 meses e 4 anos. No público em geral, incluindo todas as faixas etárias, foram 468 mil doses. Nas crianças de 1 ano do Recife, a cobertura vacinal da primeira dose está em 90%, e a segunda está em 70%, este ano. O ideal é que as duas doses atinjam os 95%.

A ação é um esforço para interromper a circulação do vírus do sarampo e proteger os grupos mais acometidos pela doença. Os critérios de vacinação foram definidos conforme situação epidemiológica e taxas de coberturas vacinais. No Recife, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife disponibilizará a vacina tríplice viral em 170 postos da rede municipal e manterá o cronograma de horário estendido para vacinação contra sarampo em nove unidades de saúde. Para agilizar o atendimento, a Sesau pede que as pessoas levem a carteira de vacinação e o cartão do SUS, se tiverem.

Na capital pernambucana, foram confirmados, até o momento, três casos de sarampo e outros 67 ainda estão em investigação. Além disso, não há evidência de surto em atividade com transmissão sustentada do vírus do sarampo dentro da cidade, e os casos confirmados até o momento têm relação com pessoas que contraíram a doença em viagem para outros estados.

Veja também

Contra dupla função, rodoviários paralisam circulação de ônibus no Centro do Recife
Protesto

Contra dupla função, rodoviários paralisam circulação de ônibus no Centro do Recife

Plano de Convivência: veja em qual etapa está cada cidade de Pernambuco a partir desta segunda
Coronavírus

Plano de Convivência: veja em qual etapa está cada cidade de Pernambuco a partir desta segunda