Campanha usa realidade virtual para alertar sobre LGBTQFobia

Ação 'Teste seu Olhar' deve ser realizada durante todo o mês de maio em escolas e espaços públicos do Recife

Campanha alerta contra LGBTFobiaCampanha alerta contra LGBTFobia - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Para chamar a atenção da população que usa o metrô, a Prefeitura do Recife (PCR) apresenta, nesta sexta-feira (17), o Dia Internacional de luta contra a LGBTQFobia, uma ação na Estação Central, localizada no bairro de Santo Antônio, área central do Recife. A ação “Teste seu Olhar” deve ser realizada durante todo o mês de maio em escolas e espaços públicos do Recife.

A campanha convida os usuários a experimentar um óculos de realidade virtual. No equipamento, é exibido um vídeo, ambientado no Marco Zero do Recife, com situações de xingamentos e agressões físicas contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. 

Segundo o gerente da gerência da Livre Orientação Sexual, responsável pela política LGBTQ+ da Prefeitura do Recife, Wellington Pastor, a ação tem o objetivo de mostrar a violência sofrida diariamente por esse público. "Em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde tirou a homossexualidade do rol de doenças. Desde essa data, ficou entendida pela área da saúde que LGBT não é uma doença, e sim uma orientação sexual e através da realidade virtual, falamos de uma violência que não tem nada de virtual. Que é real e acontece todos os dias", afirmou.

Leia também:
Dia Internacional de luta contra LGBTfobia: futebol como lugar para torcer, resistir e se orgulhar
Bom humor e conhecimento para transformar realidade


A dona de casa Serena Silva, que passava pela estação, topou experimentar o óculos. Ela contou que tem uma filha lésbica e que defende a causa. “É muito importante acolher e passar para outras pessoas que não se pode excluir quem tem uma opção sexual diferente. É preciso respeitar”, disse.

Além dela, a estudante Milena Oliveira, 20, também usou o óculos e disse que campanhas como essa são de extrema importância. “É inacreditável que situações de agressão e desrespeito aconteçam nos dias de hoje. Só sente realmente quem de fato é LGBT”, ressaltou.

Veja também

Governo brasileiro impede entrada de estrangeiros no país por terra e água
Restrição

Governo brasileiro impede entrada de estrangeiros no país por terra e água

Brasil registra 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados nas últimas 24 horas
Covid-19

Brasil registra 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados nas últimas 24 horas