Cancelamento da Fliporto foi um retrocesso cultural

A Fliporto deste ano prestaria uma homenagem ao escritor Euclides da Cunha, autor do clássico “Os Sertões”

A prisão de Esdon Menezes pela PF aconteceu nesta quinta (16), no Rio de JaneiroA prisão de Esdon Menezes pela PF aconteceu nesta quinta (16), no Rio de Janeiro - Foto: Marcello Casal JR/Agência Brasil

Curador da Fliporto desde sua primeira edição, há 11 anos, em Porto de Galinhas, o escritor Antonio Campos anunciou ontem em breve comunicado que a Feira Literária deste ano foi cancelada por falta de apoio da Prefeitura de Olinda e do Governo do Estado. É uma pena que este notável evento tenha sido cancelado, porquanto só perdia em importância para a Flip (Feira Literária de Paraty), que se realiza anualmente no Rio de Janeiro. Enquanto a de Pernambuco homenagearia este ano o escritor Euclides da Cunha, autor do clássico “Os Sertões”, a do Rio homenageará Lima Barreto, autor do também clássico “Triste fim de Policarpo Quaresma”. Campos atribui a falta de apoio da prefeitura às críticas que fez na última campanha eleitoral ao prefeito Renildo Calheiros - foi candidato a prefeito e perdeu a eleição para o candidato do SD - e a falta de apoio da Empetur à “miopia” dos responsáveis pela política cultural do Governo do Estado.

A Fliporto deste ano prestaria uma homenagem ao escritor Euclides da Cunha, autor do clássico “Os Sertões”

A prioridade é o carnaval
Acusado, durante a campanha eleitoral, de ser contra o carnaval de Olinda, por ser evangélico, o prefeito eleito, Professor Lupércio (SD), já está empenhado em demonstrar que não se opõe à maior festa popular do município. Ontem ele teve a primeira reunião de trabalho com assessores para começar a definir a programação da festa, que deverá custar aos cofres públicos a bagatela de R$ 10 milhões.

Audiência > Eleito prefeito de Granito pela 4ª vez, o agrônomo João Bosco Lacerda (PT), que foi superintendente da Codevasf em Petrolina no governo Dilma,vai pedir audiência a Paulo Câmara para tratar das questões do município. Em 2010 Eduardo Campos obteve lá mais de 90%
dos votos válidos.
Cuidado! > Servidores públicos estaduais estão com os seus salários defasados, porém é preciso bom senso para não reivindicar do Governo do Estado, em ano de crise, aquilo que não se pode oferecer.
Precaução > O Banco do Brasil retirou o caixa eletrônico que havia instalado nas Casas José Araújo (Tamarineira), a pedido do próprio estabelecimento, temendo ser a “próxima vítima” da ação de bandidos.
Apoio > O Palácio das Princesas está fechado com a recondução de Diogo Moraes (PSB) à 1ª secretaria da Assembleia Legislativa. Na eleição anterior o seu candidato não foi Diogo, e sim Lula Cabral (PSB).

Reforma > Políticos de Pernambuco insistem em dizer que a reforma da previdência é uma das pautas “impopulares” do governo Michel Temer, quando é exatamente o contrário. Essa é que a reforma “popular” porque se ela não for feita em 2017 poderá pôr em risco o pagamento dos aposentados e pensionistas.
Aliança > Perdem tempo tucanos da província ao descartarem, por antecipação, aliança com o PSB em 2018 para apoiar a reeleição de Paulo Câmara. Se esta aliança for celebrada em nível nacional para apoiar Geraldo Alckmin (PSDB) à sucessão de Michel Temer, a reprodução dela em Pernambuco será inevitável.
Fórmula > Para o ex-governado Joaquim Francisco, a “fórmula” usada por Donald Trump para vencer a eleição nos EUA será copiada, a partir de agora, por muitos políticos. Trump não seguiu recomendação de marqueteiro, partiu para o confronto com a imprensa (que não o queria presidente) e se confrontou várias vezes com Hillary Clinton. No Brasil, disse ele, o mundo quase veio abaixo quando Aécio chamou Dilma de “leviana” em 2014.

Veja também

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol
Descoberta espacial

Nasa anuncia descoberta inédita de água na superfície da Lua iluminada pelo Sol

Pernambuco registra mais 99 casos e 12 mortes por Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra mais 99 casos e 12 mortes por Covid-19