Canoagem slalom garante mais dois ouros no Pan de Lima

Após ouros pela manhã, Ana Sátila e Pepê Guimarães venceram a prova K1 Extremo, na tarde deste domingo (4)

Pepê Gonçalves, canoísta brasileiroPepê Gonçalves, canoísta brasileiro - Foto: ministeriodoesporte

Após brilharem pela manhã nas finais de C1 e K1, respectivamente, Ana Sátila e Pedro Gonçalves voltaram ao lugar mais alto do pódio nos Jogos Pan-Americanos de Lima, dessa vez com os títulos na prova de K1 Extremo, prova que não compõe o programa olímpico.

No masculino, Pepê Gonçalves venceu com tranquilidade, tendo no pódio as companhias do norte- americano Joshua Joseph do canadense Keena Simpson. O mesmo aconteceu com Ana Sátila, que sobrou diante das concorrentes. Completaram o pódio feminino a norte-americana Evy Leibfarth e a mexicana Sofia Reinoso. Agora, os brasileiros se concentram na disputa do Mundial de Canoagem Slalom, que acontecerá entre os dias 24 e 29 de setembro, em La Seu D'Urgell, na Espanha.

Leia também:
Erica lidera, mas é punida e fica com bronze; Caio é prata
Ana Marcela é ouro na maratona; Viviane fica com bronze
Canoagem slalom rende dois ouros e um bronze ao Brasil
Chloé Calmon é campeã no longboard no Pan de Lima
Após queda de cavaleiro, Brasil é prata no hipismo
Brasil conquista a inédita medalha de ouro no boxe feminino em Lima

Domínio
Após os resultados deste domingo (4), a canoagem se tornou a modalidade mais vitoriosa para o Brasil no Pan de Lima. Foram oito medalhas, sendo cinco de ouro - Pepê e Ana Sátila, duas de cada, na slalom, e Isaquias Queiroz, na canoagem velocidade - e três de bronze - Felipe Borges na slalom e Vagner Souza e Ana Paula Vergutz, na velocidade.

Veja também

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise
Coronavírus

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz