Cantora pernambucana suspeita de matar amante há 16 anos é presa em SP

Crime ocorreu em maio de 2003, na cidade de Arcoverde

Márcia se mudou para São Paulo, onde casou e teve filhosMárcia se mudou para São Paulo, onde casou e teve filhos - Foto: Divulgação/Polícia Civil de São Paulo

Após passar 16 anos foragida, a cantora pernambucana Márcia Cristina de Oliveira Luna, de 38 anos, foi presa em São Paulo. Conhecida como Márcia Back, ela é apontada como suspeita de matar o amante, o músico Gilmar Bezerra de Azevedo, em maio de 2003, na cidade de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. A prisão ocorreu na terça-feira (30) em uma ação conjunta das Polícias Civis de São Paulo e de Pernambuco.

Márcia será transferida para Arcoverde, onde deverá ser julgada pelo crime que chocou a cidade na época e ganhou repercussão nacional. O homicídio ocorreu em 29 de maio de 2003. Segundo informações da polícia, Gilmar, criador da banda Caras e Bocas, foi atingido por um disparo de arma de fogo na nuca quando estava dentro de um carro.

Leia também:
Estelionatária que se passava por produtora de Anitta e Safadão é presa no Recife
Corpo de diretor de escola é achado carbonizado em Arcoverde; dois suspeitos são presos

A suspeita e a vítima eram amantes desde que ela se tornou a vocalista da banda, em 2000. Após o crime, Márcia fugiu para São Paulo, cidade onde passou os últimos 16 anos. Gilmar deixou a esposa grávida de 6 meses. De acordo com informações do Agora São Paulo, Márcia se casou, teve dois filhos e está grávida de um terceiro. 

Veja também

Polícia recupera carreta e carga roubadas e prende suspeitos no Agreste
Pernambuco

Polícia recupera carreta e carga roubadas e prende suspeitos no Agreste

Inscrições para curso gratuito sobre ensino virtual terminam amanhã
Educa Mais

Inscrições para curso gratuito sobre ensino virtual terminam amanhã