Capixaba é presa com 10,5 quilos de haxixe no Aeroporto

Prisão aconteceu quando os policiais identificaram uma sacola de náilon com objetos de forma oval nas bagagens após passagem por aparelho de raio-x

Capixaba é presa com 10,5 quilos de haxixeCapixaba é presa com 10,5 quilos de haxixe - Foto: Divulgação/PF

Uma mulher foi presa em flagrante com 10,5 quilos de haxixe na tarde da última quarta-feira (7), no Aeroporto Internacional do Recife, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul da Capital. Katrine de Oliveira Lopes, de 24 anos, afirmou no interrogatório que saiu de Vitória, capital do Espírito Santo e sua cidade natal, para Olinda, no Grande Recife, onde ficou hospedada em um hotel antes de embarcar para o Rio de Janeiro, onde entregaria a droga. A capixaba não deu detalhes sobre a pessoa a quem levaria o entorpecente, mas afirmou que receberia R$ 1,5 mil pelo serviço, que fazia pela primeira vez.

A prisão aconteceu quando os policiais identificaram uma sacola de náilon com objetos de forma oval nas bagagens de Katrine na passagem pelo aparelho de raio-x. Os agentes encontraram dez tabletes de haxixe, totalizando 10,5 quilos da droga, após a mulher se contradizer na entrevista. Segundo a Polícia Federal (PF), ela ficou nervosa e não soube informar endereço e telefone de uma avó que supostamente teria morando em Olinda.

Leia também:
Portuguesa e paranaense são presas em maior apreensão de haxixe dos últimos dez anos no Aeroporto
Estudante é detido após receber 200 gramas de haxixe pelos correios


Katrine será encaminhada nesta quinta-feira (8) ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito e em seguida será levada para a audiência de custódia. Além da droga, foram apreendidos com ela um aparelho celular, cartões de embarque e um passaporte.

Esta foi a segunda apreensão de drogas no ano no Aeroporto e, até o momento, duas mulheres foram presas.

Veja também

Lojas de conveniências na RMR são autuadas por funcionarem após horário permitido por decreto
Coronavírus

Lojas de conveniências na RMR são autuadas por funcionarem após horário permitido por decreto

Atendimentos do Samu aumentam no Recife, e mais jovens e adultos vêm sendo socorridos
Alta da Covid-19

Atendimentos do Samu aumentam no Recife, e mais jovens e adultos vêm sendo socorridos