Drogas

Carga de R$ 1,6 milhão de maconha e skunk que viria para o Recife é apreendida em Minas Gerais

De acordo com a PRF, a carga estava dividida em cerca de duas mil barras de maconha prensada, mais de cem sacos de skunk e um pacote de dois quilos com sementes de Cannabis

Carregamento foi interceptado em fiscalização da PRFCarregamento foi interceptado em fiscalização da PRF - Foto: Divulgação/PRF-MG

Uma carga de 1.610 quilos de maconha e 51 quilos de skunk avaliada em R$ 1,6 milhão foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na cidade de Prata, em Minas Gerais, na noite de quinta-feira (15). Segundo a polícia, a droga seria transportada para o Recife.

A apreensão ocorreu em fiscalização de rotina do quilômetro 128 da BR-153. De acordo com a PRF, a carga estava dividida em cerca de duas mil barras de maconha prensada, mais de cem sacos de skunk e um pacote de dois quilos com sementes de Cannabis. 

Toda a carga estava escondida dentro de caixas de papelão guardadas no baú da carreta que foi abordada. Na cabine do veículo, os policiais ainda encontraram 48 garrafas de whisky provavelmente originárias do Paraguai.

O condutor, de 30 anos e natural de Natal/RN, apresentou aos policiais uma nota fiscal relativa ao transporte de 2.820 quilos de aveia branca. Em seguida, após a descoberta da carga de droga, ele informou que receberia a quantia de R$ 2 mil para transportar a droga de Ponta Porã/MS até o Recife.

No relato, o caminhoneiro informou que pegou o cavalo-trator no Recife, foi para Guarulhos/SP atrelar a carreta e seguiu para Ponta Porã, onde a droga foi carregada. Ele retornaria para a capital pernambucana com o carregamento.

A ocorrência foi encaminhada para Delegacia de Polícia Federal de Uberlândia/MG.

Veja também

Pesquisa revela aumento da ansiedade entre brasileiros na pandemia
Coronavírus

Pesquisa revela aumento da ansiedade entre brasileiros na pandemia

Boris Johnson anuncia novo 'lockdown' na Inglaterra para conter a covid-19
Coronavírus

Boris Johnson anuncia novo 'lockdown' na Inglaterra para conter a covid-19