Carnaval de bairro: programação com blocos, troças ou agremiações

Abanadores do Arruda, Nação Mulambo e Nem Sempre Lily Toca Flauta estão entre os blocos com festas carnavalescas neste fim de semana

Bloco Carnavalesco Misto nem sempre Lily Toca Flauta Bloco Carnavalesco Misto nem sempre Lily Toca Flauta  - Foto: Divulgação/Whatsapp

Tem bloco, troça ou agremiação de Carnaval no seu bairro? A gente aqui da Folha de Pernambuco abriu um espaço especialmente para divulgar essa programação de folia, é o Internauta Convida. É só mandar as informações (dia, hora e local da folia) para nosso WhatsApp (81) 98187-9290. E deixa que a gente divulga!

Leia também:
Acertos de Marcha, Segura a Seringa, Esses Boy Tão Muito Doido e Guaiamum Treloso Rural na programação das prévias desta semana


Confira abaixo algumas festas carnavalescas

Nem Sempre Lily Toca Flauta
Fundado por boêmios e intelectuais no ano de 1989, o Bloco Carnavalesco Misto nem sempre Lily Toca Flauta se tornou, ao longo dos anos, um dos nomes mais importantes entre os chamados blocos anárquicos do carnaval do Recife. Seu nome foi sugerido pelo historiador e grande conhecedor da cultura carnavalesca do Recife Evandro Rabelo.

O bloco, na verdade, já existia desde 1915. De acordo com a organização, “a real inspiração para o nome do bloco perdeu-se com o tempo”. No entanto, um dos rumores do imaginário coletivo pernambucano é de que Lily teria sido o nome de uma famosa prostituta francesa do Recife, na época.

E que a origem do nome do bloco deve-se a uma história que aconteceu no princípio do século passado quando as polonesas dominavam o comércio do sexo em Recife. Lili, francesa, estava monopolizando os clientes graças às suas habilidades em sexo oral. As polacas se juntaram e pediram a Lili para nem sempre tocar flauta.

O bloco tem seu acerto de marcha nesta sexta-feira (8), em frente ao A Fazendinha Restaurante, na Rua das Graças, 219, no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife. Os interessados em assistir ao ensaio não pagam nada.

Abanadores do Arruda

Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda

Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda - Foto: Divulgação/Whatsapp

A Troça Carnavalesca Mista Abanadores do Arruda foi criada no dia 1º de outubro de 1934, no Alto da Alegria, no bairro de Água Fria, por Manuel João, José Gonçalves de Santana e Amaro Santiago.

Segundo a atual presidente da troça, Cristiana Santos, este último, inspirado no símbolo do Clube Vassourinhas (a vassoura), insistiu em denominar a agremiação também por um objeto de trabalho doméstico. E assim nasceu a Troça Abanadores. Já palavra de complemento ‘arruda’ foi incorporada ao da troça no ano de 1937, quando José Gusmão assumiu a presidência do Clube e a sede passou a ser no bairro do Arruda.

Seus emblemas são dois abanos, uma boneca, um sol e uma lua. Suas cores oficiais, o vermelho, o verde e o amarelo, ligadas aos orixás Ogum e Oxum. Os abanadores possuem diversos frevos próprios compostos pelo maestro José Constantino, como Nó Cego, Abanadores de Ouro e Abano do Meu Coração.

Detentora de muitos títulos no Concurso de Agremiações Carnavalescas, a Troça apresenta-se majoritariamente na sua comunidade. A sede fica no bairro da Bomba do Hemetério, e as prévias acontecem todos os fins de semana até o Carnaval.

Nação Mulambo 

Nação Mulambo

Nação Mulambo - Foto: Divulgação/Whatsapp

Criado em 5 de janeiro de 1997, com o objetivo de fazer um trabalho lúdico com os jovens da comunidade de Peixinhos, em Olinda. De acordo com a atual presidente do Nação Mulambo, Senhorinha Joana Alves, jovens e adolescentes que tocavam percussão, reuniram-se na época e decidiram fazer um bloco para sair na segunda-feira de Carnaval.

O nome surgiu em alusão às roupas consideradas “molambentas”, usadas pelos jovens da periferia. E ao longo dos 22 anos do projeto, o bloco se tornou uma associação, que desenvolve diversas atividades com jovens da comunidade.

Atualmente, a Nação faz ensaios abertos todas as sextas e sábados, e os ensaios vão até o dia do desfile, a segunda-feira de Carnaval. No entanto, para conseguir realizar o carnaval de 2019 o bloco criou uma vaquinha online, e as doações vão de R$ 10 a R$ 200. Os interessados podem fazer suas doações pelo site benfeitoria.com/nacaomulambo

 

Veja também

Melania Trump sai como a primeira-dama mais impopular da história, diz pesquisa
EUA

Melania Trump sai como a primeira-dama mais impopular da história, diz pesquisa

Adiado processo de difamação contra opositor russo Navalny
Russia

Adiado processo de difamação contra opositor russo Navalny