Carnaval

Carnaval do Recife 2025 deve ter início antecipado na quinta-feira mais uma vez

A Prefeitura da Capital pernambucana realizou o balanço da Folia de Momo de 2024 nesta quarta (14) já projetando a folia do próximo ano

Prefeitura do Recife realizou o balanço do Carnaval de 2024 nesta quarta-feira (14)Prefeitura do Recife realizou o balanço do Carnaval de 2024 nesta quarta-feira (14) - Foto: Júnior Soares/ Folha de Pernabuco

A Quarta-feira de Cinzas chegou simbolizando o fim do Carnaval, e a Prefeitura do Recife apresentou nesta manhã o balanço da folia em 2024. O festejo de Momo aconteceu pela primeira vez na Capital pernambucana com seis dias de festas, teve uma programação com mais de 3 mil atrações espalhadas por 49 polos na cidade e acumulou mais de 3,4 milhões de pessoas no total. 

Já pensando no Carnaval do próximo ano, o prefeito João Campos anunciou que vai deixar tudo pronto para a Folia de Momo em 2025 também ter um início antecipado na quinta-feira. 

"Tudo foi superior ao ano passado. A gente pensava que era uma barra difícil de superar, porque o Carnaval do ano passado foi uma grande festa. Mas este ano conseguimos crescer ainda mais. Acho que a grande marca do Carnaval do Recife é uma folia organizada", iniciou o prefeito da Capital pernambucana. 

"Vamos deixar tudo montado para ter essa extensão no ano que vem. Naturalmente, o vencedor das eleições vai poder tomar a decisão. Toda a parte de organização prévia nossa gestão vai deixar entendendo que é um legado. O Carnaval do Recife pertence à cidade, e essas conquistas devem pertencer à cidade", completou João Campos. 

A novidade do Carnaval do Recife em 2024 foi a utilização do Centro de Operações do Recife (COP) no planejamento, coordenação e monitoramento dos serviços municipais. O órgão também realizou a articulação das ações de mais de 20 secretarias. A atuação nos dias de festa seguiu os passos da experiência do Réveillon e contou pela primeira vez com revista na chegada ao Bairro do Recife. 

O COP funcionou numa sala ao lado do Marco Zero e contou com o uso de drones, painel online de acompanhamento de ocorrências e central de videomonitoramento em pontos estratégicos. Foram 145 câmeras em tempo real verificando as atividades do Carnaval. Esse número representa 57 equipamentos a mais em relação ao ano passado.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Folha de Pernambuco (@folhape)

"Foi um desafio incrível. A gente já fez isso no Réveillon para fazer a coordenação e gestão integrada, mas o Carnaval é outra proporção, com uma magnitude imensa. A vantagem de ter o COP dentro de um evento como o Carnaval é a resposta rápida a qualquer problema. Não deixamos o problema ganhar forma, o que garantiu o êxito de um evento como esse", afirmou Anderson Soares, gerente geral de Projetos do COP.

De acordo com a Prefeitura do Recife, foram mais de 8 mil profissionais trabalhando em diversas áreas no Carnaval da cidade. Isso resultou em mais de 4.200 lançamentos da Guarda Municipal, 533,06 toneladas de lixo recolhidas (27% a mais que 2023), 7.112 atendimentos médicos e 1.130 ocorrências atendidas pelo Samu. 

Entre as mais de 3 mil atrações presentes nos seis dias de festa, cerca de 98% era composta por artistas locais que se juntaram a nomes de pesos da música brasileira como Gilberto Gi, Pitty, Luísa Sonza, Matuê etc. A cidade também contou com seis polos infantis - este ano, houve também no Parque das Graças. 

"Mais uma vez, o Recife provou isso com as ruas repletas de gente daqui e de fora conhecendo algo que é único: a força da nossa cultura. Todos os gostos musicais presentes a partir da nossa tradição e também para todas as idades com os polos infantis", analisou Ricardo Mello, secretário de Cultura da cidade. 

Veja também

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 30 milhões
loteria

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 30 milhões

Ambientalistas recriam viagem de Charles Darwin às Ilhas Galápagos
natureza

Ambientalistas recriam viagem de Charles Darwin às Ilhas Galápagos

Newsletter