Casal morre em incêndio no bairro da Boa Vista, no Recife

Secretário da Defesa Civil do Recife, coronel Cassio Sinomar, afirmou que o casarão teve um comprometimento da parte estrutural

Sobrado pegou fogo na rua da Glória, Boa VistaSobrado pegou fogo na rua da Glória, Boa Vista - Foto: Brenda Alcântara/ Folha de Pernambuco

O Corpo de Bombeiros encontrou, nesta segunda-feira (31), dois corpos no sobrado que pegou fogo na madrugada do domingo (30), na Rua da Glória, no bairro da Boa Vista, área central do Recife. O casal de desempregados José de Arimatéia Bezerra Luiz, 43 anos, e Verônica Marta Lídio da Silva, 53 anos, foram localizados carbonizados, no primeiro andar do edifício, que funciona como uma pensão.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que foi acionado às 0h05 do domingo e, até as 5h, sete viaturas com 25 bombeiros militares atuaram na extinção do fogo e no salvamento de várias pessoas que estavam no imóvel, que tem apenas dois pisos. Três delas foram encaminhadas para atendimento por conta de inalação de fumaça.

Junto com a Defesa Civil do Recife, foi providenciado o isolamento do local por risco de desabamento. Durante o dia, os bombeiros foram acionados por seis vezes para realizar novos rescaldos por conta do reaparecimento de fumaça. A corporação afirmou que não houve qualquer informação do desaparecimento de pessoas que estivessem no imóvel.

Na manhã desta segunda, o Corpo de Bombeiros foi novamente acionado por ter sido levantada a suspeita da existência de corpos no primeiro andar. Três guarnições foram enviada ao local, onde foram encontrados dois corpos, os quais foram retirados e entregues ao Instituto de Medicina Legal (IML), após levantamento de peritos do Instituto de Criminalística (IC). 

Leia também:
Incêndio atinge apartamento em Boa Viagem
Incêndio destrói palco gigantesco do festival Tomorrowland na Espanha
Homem tem parte do corpo soterrado no Recife

Vítimas
Mais cedo a vendedora de lanches Márcia Maria Bezerra dos Santos confirmou que o filho e a nora dela estavam no imóvel. “Fiquei sabendo do incêndio. Vim para cá e falaram que ele estava lá”, disse. 

Márcia contou ainda que soube que duas pessoas haviam sido encaminhadas a um abrigo e que chegou a ir ao local, além de hospitais e em UPAs, na esperança de encontrá-los. Ela disse que o casal vivia há quatro anos na pensão dentro do sobrado.

Vistoria
O proprietário do prédio Moacir Coelho, estudante de Direito, 62 anos, disse à reportagem que a Prefeitura do Recife realizou a vistoria no imóvel antes do incêndio e não encontrou problemas. “Isso aí foi uma fatalidade que aconteceu. O imóvel está regularizado”, afirmou.

Segundo Moacir, as pessoas o perguntam se foi um curto circuito na instalação, mas ele não acredita que tenha sido isso. “A instalação estava boa. Isso aí deve ter sido algum fogão elétrico, alguém botou alguma coisa para cozinhar, o que é proibido. Tem a cozinha, tem a geladeira, tem fogão tem lugar para o pessoal cozinhar e o pessoal ligou alguma coisa, e eles esqueceram”, disse.

O Secretário da Defesa Civil do Recife, coronel Cassio Sinomar, afirmou que o casarão teve um comprometimento da parte estrutural e que avaliou as casas do lado. "No casarão que está ao lado manteremos a interdição, e também vamos aumentar a interdição de duas casas", explicou.

Sobre as vítimas, ele confirmou que encontraram dois corpos. "O combate do Corpo de Bombeiros, até por segurança de toda equipe, toda a estrutura, foi feita por parte de fora. E aí não houve nenhum reconhecimento, ninguém da população sentiu falta de alguém".

Em nota, os bombeiros afirmaram que "atuaram de acordo com os protocolos de ação, salvando as vidas, o meio ambiente e o patrimônio". Mesmo assim, o Comando Geral da Corporação determinou que fosse feita uma apuração sobre a atuação das guarnições no local.

O secretário ainda informou que algumas famílias foram relocadas, mas é preciso um trabalho de conscientização para que as pessoas deixem as moradias em risco. "A gente solicita o trabalho de mobilização, estivemos aqui com assistente sociais, tivemos aqui com engenheiros, fazendo toda a avaliação, orientando", explicou.

Veja também

Ex-aliado de Trump, Boris Johnson sugere a Biden aliança para 'proteger o planeta'
Reino Unido

Ex-aliado de Trump, Boris Johnson sugere a Biden aliança para 'proteger o planeta'

Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação
VACINA

Covid-19: governo lança campanha publicitária de vacinação