Pandemia

Casos de Covid disparam no Brasil

Diversos especialistas falam do início de uma quarta onda de coronavírus no país

Teste de Covid-19Teste de Covid-19 - Foto: Álisson Pinheiro/CBDU

Os casos de Covid-19 se multiplicaram nos últimos dias no Brasil, o que traz temores sobre o impacto de uma quarta onda no país, um dos que mais registraram mortes durante a pandemia.

Nesta quinta-feira (2), o Ministério da Saúde registrou 41.273 novos contágios em 24 horas. Duas semanas antes, o número diário estava em 10.415, de acordo com dados oficiais.

Diversos especialistas falam do início de uma quarta onda de coronavírus no país, faltando poucos dias para o início do inverno, que afeta especialmente as regiões mais ao sul.

"Nós tivemos a conjunção de alguns fatores, a retirada das máscaras em locais fechados, o nosso outono/inverno que tem uma maior circulação de vírus respiratórios, a entrada de subvariantes da ômicron [...] e a pouca adesão das doses de reforço" explicam este aumento, analisou Ethel Maciel, epidemiologista e professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O número de mortes diárias, no entanto, não disparou e o último registro indica 127 óbitos.

Quase 667.000 pessoas morreram de Covid no Brasil, onde cerca de 80% da população vacinável já recebeu as duas doses (ou dose única) dos imunizantes contra a Covid-19. Já em relação à dose de reforço, pouco mais de 50% da população maior de 12 anos foi inoculada.

O governo do presidente Jair Bolsonaro pôs fim, há quase duas semanas, ao estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional causado pela crise sanitária da Covid-19, que vigorou durante dois anos por causa da pandemia.

Contudo, especialistas criticaram essa medida devido à ameaça que a Covid ainda apresenta e pelo eventual surgimento de novas variantes, potencialmente resistentes às vacinas.

As duas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, suspenderam em março a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços fechados, com algumas exceções, como no transporte público no caso da capital paulista.

Contudo, o estado de São Paulo voltou a recomendar o uso de máscaras em espaços fechados após um aumento de 120% nas internações diárias por Covid em maio.

Veja também

"Construo o que você quiser": conheça história de pedreiro sem-teto que sobrevive de artes no Recife
A VIDA NA RUA

"Construo o que você quiser": conheça o pedreiro sem-teto que sobrevive de artes no Recife

Austrália terá fábrica de vacinas de RNA mensageiro
vacina

Austrália terá fábrica de vacinas de RNA mensageiro