chuvas no rio

Caxias ainda tem bairros alagados mais de 48h após temporal; moradores estão sem luz e água

Município foi um dos mais afetados pelas chuvas; No bairro do Amapá, voluntários estão usando botes para transportar moradores

Chuvas no Rio de JaneiroChuvas no Rio de Janeiro - Foto: Instagram Instituto Marielle Franco

Mais de 48 horas depois do temporal que castigou a capital e Baixada Fluminense do Rio no fim de semana, o município de Duque de Caxias ainda tem bairros completamente alagados, com água chegando até a metade do corpo dos moradores. No bairro do Amapá, voluntários estão usando botes para transportar moradores. Em Pilar, moradores estão sem luz e água desde domingo.

Edilane Araújo, de 39 anos, vende sacolé e mora no bairro de Pilar, Duque de Caxias. Ela teve a casa alagada após temporal e com a falta de luz não consegue ligar a bomba para retirar a água de dentro de casa. Ela mora com o marido e o filho de 6 anos, que tem hemofilia. A medicação do menino está sem refrigeração desde domingo.

Nesta terça-feira, a TV Globo mostrou uma idosa que precisou do bote e de uma cadeira de rodas para sair de casa para uma consulta. Dona Severina, de 72 anos, operou a perna recentemente e teve a casa completamente alagada.

Doze mortos
O governador Cláudio Castro afirmou no início da tarde desta segunda-feira que subiu para 12 o número de vítimas das chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro entre a noite de sábado e madrugada deste domingo, dia 14. O corpo de Sérgio Carlos, de 57 anos, foi encontrado em São Mateus, bairro de São João de Meriti. Há ainda dois desaparecidos: um homem identificado como Jackson da Silva, do Complexo do Chapadão, e uma mulher desaparecida no Rio Botas.

Vídeo: Pai filma bebê de 4 meses chorando em quarto alagado após chuvas no RJ

A família do frentista José Pedro Silva de Oliveira, de 63 anos, registrou, nesta segunda-feira, o desaparecimento dele na 40ª DP (Honório Gurgel). Ele foi visto pela última vez no sábado, às 22h, quando saiu do trabalho em um posto de gasolina de Marechal Hermes. Segundo parentes, ele não retornou à residência e nem ao local de trabalho.

Veja também

Os antigos egípcios podem ter realizado uma cirurgia cerebral para remover câncer há 4.000 anos
ciência

Os antigos egípcios podem ter realizado uma cirurgia cerebral para remover câncer há 4.000 anos

A dois meses das eleições na Venezuela, cresce incerteza sem observação da UE
mundo

A dois meses das eleições na Venezuela, cresce incerteza sem observação da UE

Newsletter