A-A+

CE: Geraldo Alckmin promete Bolsa Família para quem perder emprego

Tucano prometeu retorno imediato ao benefício para quem perder o emprego

Geraldo Alckmin pretende aumentar eleitorado no NordesteGeraldo Alckmin pretende aumentar eleitorado no Nordeste - Foto: Reprodução/TV Globo

Em visita ao Nordeste, região onde perde para o ex-presidente Lula (PT) e empata com Fernando Haddad (PT), o candidato à Presidência da República Geraldo Alckmin (PSDB) prometeu retorno imediato ao Bolsa Família para quem perder o emprego.

"Pode ter o emprego, carteira assinada que, se por ventura, amanhã, perder [o trabalho], automaticamente está no Bolsa Família. Não haverá receio de a pessoa conseguir um emprego registrado, carteira assinada, porque ficará garantido seu retorno automático para o Bolsa Família, caso haja algum problema", disse Alckmin neste sábado (1º) em Horizonte, município a 45 quilômetros de Fortaleza (CE).

Alckmin tem dificuldade eleitoral no Nordeste. Na aferição feita pelo Datafolha em agosto, o tucano aparece com 3% das intenções de voto no cenário com Lula (59%), que que teve a candidatura barrada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
No cenário com Haddad, o tucano empata com o petista, ambos com 5%.
Na sexta-feira (31), em palestra para empresários cearenses em Fortaleza, Alckmin apresentou nove propostas específicas para o Nordeste.

Na região que sofre com uma onda de violência, ele disse que mandará para a região a primeira brigada de 5 mil homens e mulheres que comporão a guarda nacional que já havia se comprometido a criar. O Nordeste lidera os números de homicídio por arma de fogo.

Leia também:
TSE rejeita contestação de Meirelles à coligação de Alckmin

Diante dos empresários, Alckmin se comprometeu a criar e patrocinar hubs de inovação, a criar dois fundos para financiar pesquisa, inovação e startups.
O presidenciável propôs fortalecer 40 cidades médias da região com oferta de bens e serviços públicos como água, saneamento, energia, banda larga, saúde, educação e segurança.

Na lista de promessas também foi incluída a de dobrar a base de clientes de microcrédito do Banco do Nordeste, chegando a 4 milhões.

Ao propor a criação de um instituto de água para a região e o estabelecimento de programas para garantir segurança hídrica, Alckmin lembrou a crise enfrentada em São Paulo em 2014, pauta que provocou saia justa ao tucano durante a disputa pela reeleição ao governo estadual naquele ano.

"Passamos em São Paulo por uma seca brutal. Passamos um aperto e a torcida para não chover era grande porque era ano de eleição, mas o povo é um bom juiz. Com toda essa confusão da crise hídrica, ganhei no primeiro turno a eleição", disse Alckmin.
O tucano afirmou que pretende explorar o potencial eólico e solar da região e investir em transmissão de energia.

Na área de infraestrutura, Alckmin disse que não vai prorrogar concessões, fazendo novas licitações, e se limitou a prometer apoio a investimentos de projetos na região: saneamento, rodovias, ferrovias, linhas de transmissão, além de hubs aéreos e portuários.

Veja também

Flexibilização dos planos de saúde divide especialistas
Plano de saúde

Flexibilização dos planos de saúde divide especialistas

Bairro da Estância, no Recife, ganha nova escola municipal
Educação

Bairro da Estância, no Recife, ganha nova escola municipal