Ceasa registra redução de abastecimento de alimentos nesta segunda

De acordo com balanço divulgado pela assessoria de comunicação do Ceasa, o número de veículos carregados caiu 60,19%

batata inglesabatata inglesa - Foto: Alfeu Tavares/Arquivo FolhaPE

O fluxo de entrada e saída de veículos e o abastecimento no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) teve uma redução nesta segunda-feira (28), oitavo dia da paralisação dos caminhoneiros. De acordo com balanço divulgado pela assessoria de comunicação do Ceasa, o número de veículos carregados caiu 60,19%: de 700 caminhões, média registrada em dias normais, foi para 278.

Com isso, o volume de mercadorias que entraram no centro nesta segunda caiu 59,05%. A média registrada é de 2.950 toneladas por dia no Ceasa, mas hoje só foram registradas 1.208 toneladas de alimentos disponíveis no local.

Leia também:
Agronegócio diz que não pagará conta da greve
Cade, Procon e consumidores fiscalizarão a redução no diesel, diz Guardia


Entre as mercadorias que apresentaram uma queda expressiva no centro de abastecimento, estão a batata e a laranja pêra. Segundo o balanço, normalmente, é registrada a entrada de 20 caminhões carregados com batatas diariamente e 40 com laranjas pêra, mas, nesta segunda, entrou apenas um veículo com batatas e um com laranjas.

O fluxo geral de entrada de veículos por dia caiu de 14 mil para 8.751, uma queda de 37,49% se comparado à média dos dias antes da paralisação.

Veja também

Imagem 'emblemática' da Covid-19 feita no Brasil leva o World Press Photo 2021
Fotojornalismo

Imagem 'emblemática' da Covid-19 feita no Brasil leva o World Press Photo 2021

Em fase final de restauração, Torre do Relógio da FDR deve ser entregue em setembro
Patrimônio

Torre do Relógio da FDR deve ser entregue em setembro