Centenas de fiéis saem em caminhada pela Via-Sacra nesta quarta-feira

Via-Sacra é um momento de reflexão, na Semana Santa, sobre os passos de Jesus Cristo carregando a cruz até a crucificação

Caminhada da Via-Sacra, no Pátio de São Pedro, no Centro de RecifeCaminhada da Via-Sacra, no Pátio de São Pedro, no Centro de Recife - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Centenas de fiéis, da Igreja Católica, realizam a caminhada da Via-Sacra, na manhã desta quarta-feira (17), no Pátio de São Pedro, no bairro de Santo Antônio, na região Central do Recife. A concentração para o trajeto começou por volta das 6h30, enquanto a saída dos presentes foi iniciada às 8h. A Via-Sacra é um momento de reflexão sobre os passos de Jesus Cristo com a cruz até a crucificação.

Para Ana Paula Santos, a simbologia da caminhada é um momento especial e de lembranças sobre o passado de Jesus Cristo. “Lembra a morte e ressurreição. Todos os anos estou aqui agradecendo e pedindo as graças”, destaca a funcionária pública, que diz pedir, no momento, a cura e libertação de sua irmã que se encontra doente.

Leia também:
Começa a Via Sacra no Centro do Recife, em oração para a Semana Santa
Espetáculos da Paixão de Cristo se espalham por Pernambuco
Lombadas serão desligadas na Semana Santa em rodovias de PE

A AMA, coordenada por Padre João Carlos Ribeiro, realiza um trabalho de arrecadação de alimentos para o Núcleo de Apoio à Criança com Câncer (Nacc), na caminhada.

“É muito importante a participação da sociedade em contribuir com a manutenção do trabalho do Nacc, que já é feito há 34 anos no Recife, apoiando crianças carentes com câncer. Participar deste evento, que é tão especial para a igreja católica, é muito bem-vindo para a instituição. Foi uma felicidade muito grande receber o convite para participar da Via-Sacra”, comentou Isabele Almeida, assessora do Nacc.

Benedita Lourenço, da Paróquia de Nova Descoberta, e participante da Ama, relata ter vários pedidos a fazer durante a caminhada. “Hoje eu vou carregar as cinco chagas de nosso senhor Jesus Cristo para curar as nossas feridas. A primeira ferida são os hospitais, onde tem tanta gente morrendo de câncer. Segunda: as prisões, que estão cheias de jovens nas drogas. A terceira: os idosos, que estão sofrendo. A quarta: a terra, onde as águas estão derrubando as barreiras e matando as pessoas. São todos os pedidos que eu faço por todos nós que estão precisando de orações”, disse emocionada.

O cortejo vai acontecer em 15 estações das ruas do Centro do Recife, e, de acordo com Padre João Carlos, serve como um momento de meditação. “Durante o percurso iremos meditando sobre o sofrimento de Jesus, mas também sobre a solidariedade que ele recebeu. Assim vamos nos lembrando dos irmãos que estão sofrendo e da solidariedade que nós devemos uns aos outros como irmãos e como cidadãos. A Via-Sacra tem um significado muito especial: nos unir a Cristo e aos irmãos. Momento de sofrimento que foi o de Cristo e do sofrimento que clama por justiça e fraternidade”, ressaltou.

Veja também

Pernambuco passa das 10 mil mortes pela Covid-19
Coronavírus

Pernambuco passa das 10 mil mortes pela Covid-19

João Campos autoriza contratação de até 745 profissionais de saúde para vacinação contra Covid-19
Recife

João Campos autoriza contratação de até 745 profissionais de saúde para vacinação contra Covid-19