Mundo

Centenas de pessoas são evacuadas nos EUA e Canadá por enchentes históricas

Aproximadamente 700 pessoas precisaram ser evacuadas

Inundação nos Estados UnidosInundação nos Estados Unidos - Foto: KENA BETANCUR / AFP

Mais de 100 pessoas tiveram que deixar suas casas nesta terça-feira (11) no estado de Vermont, no nordeste de Estados Unidos, e outras 600 na província canadense de Quebec, devido a inundações "históricas" provocadas pelas chuvas torrenciais das últimas horas.

Em Vermont, os serviços de emergência transferiram os moradores das áreas atingidas com a ajuda de botes e caiaques, segundo imagens veiculadas pela imprensa americana, em particular na capital estadual Montpelier, onde o centro da cidade ficou completamente inundado e permaneceu fechado até o início da tarde desta terça-feira.

Imagens divulgadas pela polícia local mostravam ruas e estradas completamente alagadas.

"A devastação e as inundações que sofremos são históricas e catastróficas", lamentou o governador Phil Scott em coletiva de imprensa. As enchentes, segundo ele, "superaram os níveis da tempestade tropical Irene", na qual morreram seis pessoas em 2011.

"A boa notícia é que a chuva parou em algumas regiões, mas isso não significa que a água vai baixar imediatamente", disse Scott. Segundo o governador, estão previstas "novas precipitações mais à frente na semana, cujas águas não poderão escoar para nenhum lugar em um solo já saturado", alertou.

O presidente Joe Biden declarou hoje o estado de emergência em Vermont, o que permite a liberação de recursos federais para ajudar nos trabalhos de socorro.

Em mensagem publicada no Facebook, as autoridades de Montpelier advertiram que uma represa próxima estava perto de atingir sua capacidade e transbordar no rio North Branch, o que poderia "agravar a situação".

Segundo o Serviço Meteorológico Nacional, chuvas torrenciais de até 200 mm foram registradas em alguns lugares, entre domingo e segunda-feira, em todo o nordeste dos Estados Unidos, particularmente na região de Nova York, onde uma pessoa morreu quando tentava deixar sua casa por causa das inundações.

A governadora do estado de Nova York, Kathy Hochul, instou a população a "se mobilizar para lutar contra a devastação das mudanças climáticas" que "continuam causando problemas".

No Canadá, mais de 600 pessoas tiveram que ser retiradas de suas casas na província de Quebec, vizinha ao estado americano de Vermont, devido às chuvas torrenciais.

Em um espaço de 48 horas, caíram quase 140 mm de chuva na floresta de Montmorency, perto da Cidade de Quebec, a capital da província, o que provocou um aumento repentino do nível dos rios, segundo as autoridades.

"Inundações semelhantes são esperadas no inverno. Mas agora, nesse período do verão? É inédito", disse Josee Poulin, uma moradora de 60 anos de Sainte-Brigitte-de-Laval, ao Le Journal de Quebec.

Cientistas afirmam que as mudanças climáticas intensificam o risco de chuvas torrenciais porque uma atmosfera mais quente retém mais água.

Veja também

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas
rio grande do sul

Mercado Público de Porto Alegre reabre com 53 lojas

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Com duas vaginas e sem ânus, mulher vive com condição genética ultrarrara

Newsletter