Manifestação

Centrais sindicais decidem apoiar manifestações de 19 de junho contra Jair Bolsonaro

Organizadores da primeira manifestação, realizada em 29 de maio, viram a falta de apoio unânime das centrais sindicais

Protesto reuniu milhares na avenida Paulista, em São PauloProtesto reuniu milhares na avenida Paulista, em São Paulo - Foto: Nelson Almeida/AFP

Em reunião nesta quarta-feira (9), as centrais sindicais decidiram apoiar as manifestações nacionais contra Jair Bolsonaro, marcadas para 19 de junho. Em primeiro encontro, realizado na semana passada, elas não haviam chegado a consenso.

Nesta quarta, as centrais também decidiram que convocarão mobilização própria para o dia 18 de junho, nos locais de trabalho e terminais de transporte público, que também servirá para informar a seus membros das precauções sanitárias a serem tomadas no ato no dia seguinte.

Organizadores da primeira manifestação, realizada em 29 de maio, viram a falta de apoio unânime das centrais sindicais como um fator que contribuiu para que o ato fosse menor do que poderia ter sido.
 


Desta vez, as centrais se comprometeram a convocar seus membros para fortalecer a manifestação.

Veja também

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'
Política

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'

Celebração católica do dia de São João será realizada de forma online e presencial
São João

Celebração católica do dia de São João será realizada de forma online e presencial