Centro de ajuda atenderá mulheres vítimas de violência durante a folia

Mulheres violentadas poderão contar com o centro Wilma Lessa que vai funcionar em plantão de 24h profissionais da psicologia, enfermagem, medicina e serviço social

Violência contra a mulherViolência contra a mulher - Foto: Arquivo/Folha

Uma triste realidade do Carnaval é a violência, especialmente contra as mulheres, vítimas daquela passada de mão, puxões no braço e no cabelo e até mesmo beijos forçados e estupro. Para as vítimas dessa violência, o Serviço de Apoio à Mulher - Wilma Lessa, localizado no Hospital Agamenon Magalhães, no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, funcionará em plantão de 24h durante toda a festa.

No Wilma Lessa, o atendimento é exclusivo para mulheres vítimas de violência, seja física, psicológica, sexual ou doméstica. Lá, elas contam com profissionais da psicologia, medicina, enfermagem e serviço social que atendem em suas respectivas áreas, além de oferecerem carona até a Delegacia da Mulher para efetuar a denúncia contra o agressor. Para informações sobre o atendimento e orientações de como proceder após sofrer violência, o centro atende nos telefones (81) 3184-1739 e 3184-1740.

Leia também:
Campanha usa aplicativo de celular para denunciar assédio no Carnaval

O centro também oferece gratuitamente tratamentos para prevenir a gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Embora remédios como a pílula do dia seguinte possam ser adquiridos na farmácia e automedicados, é indicada a busca por ajuda profissional para que seja realizado o devido acompanhamento.

Segundo a coordenadora do centro, Mayara Mendes, foram realizados somente oito atendimentos durante o Carnaval passado. Ela explicou que o movimento cresce somente após a festa, na maioria das vezes, casos para interrupção da gravidez.

Veja também

WhatsApp quer permitir que empresas façam vendas direto no aplicativo
Tecnologia

WhatsApp quer permitir que empresas façam vendas direto no aplicativo

Comitê do Senado aprova nomeação de juíza ultraconservadora para a Suprema Corte dos EUA
Mundo

Comitê do Senado aprova nomeação de juíza ultraconservadora para a Suprema Corte dos EUA