Guerra na Ucrânia

Cerca de 150 mil evacuados através de corredores humanitários na Ucrânia

Segundo as autoridades, esses corredores estão operando nas regiões de Kiev, Sumy , Kharkiv e Zaporizhia

Pessoas fugindo do conflito na Ucrânia atravessam um posto de fronteira entre a Moldávia e a Ucrânia perto da cidade moldava de Palanca, em 14 de março de 2022, após a invasão militar da Ucrânia pela RússiaPessoas fugindo do conflito na Ucrânia atravessam um posto de fronteira entre a Moldávia e a Ucrânia perto da cidade moldava de Palanca, em 14 de março de 2022, após a invasão militar da Ucrânia pela Rússia - Foto: Gil Cohen-Magen / AFP

Quase 150 mil pessoas conseguiram deixar a Ucrânia por corredores humanitários desde que a Rússia começou a invasão ao país, informou uma autoridade ucraniana nesta segunda-feira (14). 

"Ativamos 26 corredores humanitários. Graças a eles, os ônibus conseguiram evacuar um grande número de pessoas. Podemos dizer que são cerca de 150 mil pessoas", disse o vice-diretor do gabinete presidencial ucraniano, Kyrylo Tymoshenko, citado pela agência de notícias Interfax-Ucrânia. 

Esses corredores estão operando nas regiões de Kiev, Sumy (350 km a nordeste da capital), Kharkiv (nordeste do país) e Zaporizhia (leste), segundo Tymoshenko.

Além disso, nas regiões de Donetsk e Lugansk, dois territórios separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia, civis também conseguiram fugir dos combates usando corredores humanitários, disse ele. 

Em Mariupol, cidade portuária sitiada por tropas russas, cerca de 160 carros atravessaram um corredor humanitário nesta segunda-feira, em direção a Zaporizhzhia, informou o conselho municipal. 

Tymoshenko confirmou que cidadãos de Mariupol deixaram a cidade em seus próprios veículos. 

Na sexta-feira, o presidente ucraniano Volodimir Zelensky estimou que cerca de 100 mil pessoas foram evacuadas de outras cidades atingidas pelos combates desde quarta-feira, graças a corredores humanitários.

Veja também

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança
POLÊMICA

Blinken cita 'divergência real' por fala de Lula sobre Israel, mas destaca aliança

Medicamento para a asma pode prevenir riscos de alergias alimentares, diz estudo
PESQUISA

Medicamento para a asma pode prevenir alergias alimentares