CFM cria site para médicos denunciarem falhas e falta de equipamento

O profissional deve informar seu número do CRM, CPF e estado onde mora e depois responder a um questionário simples, no site do CFM

Médicos usando protetores faciaisMédicos usando protetores faciais - Foto: Divulgação

O CFM (Conselho Federal de Medicina) criou uma plataforma online para que médicos de todo o país que têm atuado em casos de Covid-19 denunciem a falta de equipamentos de proteção e falhas nas unidades de saúde, sejam elas públicas ou privadas.

O site pode ser acessado pelo endereço: sistemas.cfm.org.br/fiscalizacaocovid/.

O profissional deve informar seu número do CRM, CPF e estado onde mora e depois responder a um questionário simples. A lista de itens obrigatórios inclui máscaras, luvas, avental, gorro, óculos, protetor facial, sabonete líquido, álcool em gel 70%, papel toalha e lenços descartáveis.

Leia também:
Ministério alerta para risco do uso de cloroquina sem indicação médica
Pioneiro no uso de cloroquina contra coronavírus, médico francês é alvo de controvérsia

Também é possível indicar problemas como falta de leitos (de internação e de UTI), dificuldade de acesso a exames (de imagem e laboratoriais), deficiências na triagem e carência de profissionais nas equipes ou de pessoal de apoio.

Os relatos recebidos serão automaticamente direcionados aos respectivos departamentos de fiscalização dos CRMs (Conselhos Regionais de Medicina). Com base nessas informações, os CRMs tentarão solucionar os problemas junto aos gestores locais e poderão realizar fiscalizações.

Veja também

Confinamento contra Covid-19 é útil para América Latina? Depende, diz FMI
Coronavírus

Confinamento contra Covid-19 é útil para América Latina? Depende, diz FMI

DEM expulsa Rodrigo Maia, que chama presidente do partido de 'Torquemada Neto'
Política

DEM expulsa Rodrigo Maia, que chama presidente do partido de 'Torquemada Neto'