Chacina: Polícia amplia buscas na Zona da Mata Sul pernambucana

Operação para prender autores da chacina ocorrida no último fim de semana chega a Alagoas. Drogas e uma granada foram apreendidas

Policiamento em São José da Coroa Grande foi reforçadoPoliciamento em São José da Coroa Grande foi reforçado - Foto: Henrique Genecy

Passadas 72 horas sem que nenhum responsável tenha sido preso pela chacina que deixou cinco mortos em São José da Coroa Grande, na Mata Sul de Pernambuco, as polícias Civil e Militar decidiram, nesta segunda-feira (19), intensificar a operação na região. Drogas, munição e até uma granada foram encontradas.

O cerco na região aumentou. Rodovias que adentram o território do Estado, como a PE-120 (que segue até Agrestina, já no Agreste Central), devem contar com pontos de bloqueio feitos pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Outras duas rotas estaduais - a PE-64, entre Ribeirão e Sirinhaém, e a PE-73, entre Gameleira e Rio Formoso - também entrarão nessa lista. São José da Coroa Grande faz limite com o povoado de Peroba, já no município alagoano de Maragogi. A PM daquele estado também recebeu determinação para reforçar a segurança, uma vez que a região pode ter sido trajeto de fuga dos envolvidos na matança.

No último sábado (17), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, determinou que uma força-tarefa fosse direcionada ao município da Mata Sul. Desde então, equipes dos batalhões de Operações Policiais Especiais (Bope) e Especializado de Policiamento do Interior (Bepi) da PM fazendo rondas nas ruas e estradas de São José da Coroa Grande.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Coordenação de Operações e Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil também compõem o reforço. Nesse período, bloqueios já foram vistos na PE-60, rodovia que dá acesso à cidade e continua a partir da divisa com Alagoas por meio da AL-101. Estendendo as abordagens a motoristas para outras rodovias, a PM espera intensificar o raio de buscas aos envolvidos para municípios do entorno.

“A operação que está sendo feita já pega Barreiros, Tamandaré, Sirinhaém [todos na Mata Sul]. Agora, eu pedi ao coronel João Bosco [diretor das Unidades Especializadas da PM] que também houvesse reforços em rodovias que atendem Ribeirão, Gameleira e Catende. O BPRv tem um posto de policiamento em Catende e outro em Barreiros. Há o desafio de a área ser grande, próxima a outro estado, muito acidentada, com rios, matas, além dos efeitos das chuvas. Mas estamos empreendendo todos os esforços”, afirmou o tenente-coronel José Pires de Souza Filho, comandante do 10º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento em 18 municípios da Mata Sul.

Em Alagoas, a determinação de reforço na área do 6º Batalhão da PM, sediado em Maragogi, partiu do governador Renan Filho ainda no fim de semana. Equipes do Pelotão de Operações Especiais (Pelopes), uma força-tarefa e homens das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) estão concentradas nas áreas mais próximas da divisa. “Temos caminhonetes e motos na região do povoado de Peroba e em outras partes. Sabemos que é comum que pessoas que cometem crimes no outro lado [em Pernambuco] virem para este lado, até para fazer desovas [de corpos]. Estamos preparados”, declarou o subtenente Rodrigues, oficial de dia, nesta segunda-feira (19), no 6º BPM.

Leia também:
Adolescente vítima de chacina é enterrada em São José da Coroa Grande
Após chacina, São José tem buscas e reforço na investigação
Chacina mata cinco pessoas em São José da Coroa Grande

Em paralelo às rondas, as investigações prosseguem com a ouvida de testemunhas. A principal hipótese é de que um grupo de traficantes de drogas de Barreiros esteja por trás das cinco mortes, no sábado, e de outras cinco nos dias 10 e 15, também em São José da Coroa Grande. Um vídeo, publicado em janeiro, em que integrantes da gangue de São José aparecem matando um participante do grupo rival de Barreiros teria acirrado a disputa.

Policiais da força conjunta que atua na região de São José da Coroa Grande encontraram em um imóvel vazio drogas, material para embalar entorpecentes, carregadores de pistolas, munições de espingarda calibre 12 e uma granada. O esquadrão antibombas do Bope foi acionado.

As cinco vítimas da chacina também foram identificadas: Diego Gomes de Santana, de 25 anos, e Antônio Elivelton Reis de Souza, 22 anos, naturais de Jaboatão dos Guararapes, município da Região Metropolitana do Recife. Segundo a polícia, eles estavam em São José para reforçar uma das organizações criminosas. Herbe Gleibson dos Santos, 35 anos, residente em Barreiros, além do casal de namorados Leonardo Paulo Gomes Domingos, de 17 anos, e Erollany Vitória Lima de Souza, 12 anos, de São José da Coroa Grande.

A partir desta terça-feira (20), uma unidade móvel da Polícia Civil ficará estacionada no centro da cidade para dar apoio às investigações. Duas equipes da Divisão Especializada na Apuração de Homicídios estão no município.

Veja também

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue
Doação de sangue

Neste feriado, Hemato faz convite para abastecer seus estoques de sangue

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização durante o feriadão de Finados
feriadão de Finados

Rodovias de Pernambuco recebem reforço na fiscalização