PANDEMIA

Chanceler brasileiro vai a Israel para ampliar cooperação em C&T

De acordo com o Itamaraty, a comitiva brasileira dará andamento à cooperação científica e tecnológica e ao diálogo político entre os dois países

Chanceler brasileiro, Ernesto AraújoChanceler brasileiro, Ernesto Araújo - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, viajou para Israel, acompanhado de representantes dos ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia. De acordo com o Itamaraty, a comitiva brasileira dará andamento à cooperação científica e tecnológica e ao diálogo político entre os dois países. O governo brasileiro pretende ampliar cooperação existente nas áreas de “tecnologias, terapias e vacinas para a prevenção e o tratamento da Covid-19”.

“O objetivo é levar toda a área de ciência, tecnologia e saúde que estamos desenvolvendo no país para fazer esse acordo de cooperação em várias áreas do conhecimento, inclusive de medicamentos e também de vacinas”, disse o secretário de Pesquisa e Formação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcelo Morales. O secretário falou em um vídeo, divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro no Twitter.

“Esse acordo de cooperação vai ser muito importante porque integra as duas nações para o desenvolvimento de drogas e vacinas”, acrescentou Morales. O governo levará informações a respeito das vacinas contra Covid-19 desenvolvidas no Brasil. “São 15 plataformas de vacinas e três chegaram a um grau de maturação que podem começar no próximo mês os ensaios clínicos em pacientes”, disse o secretário do MCTI. Em Israel, a delegação brasileira também buscará informações sobre um medicamento destinado a pacientes de Covid-19 nos casos moderados e graves. Esse medicamento, no entanto, ainda está em fase de testes, sem eficácia comprovada.

“Representantes dos ministérios da Ciência e Tecnologia e da Saúde definirão parcerias com os representantes dos institutos de pesquisa israelense que permitirão aos dois países colaborar em estudos de imunologia e pesquisa sobre medicamentos e vacinas para prevenção, controle e tratamento da covid-19”, afirmou o Itamaraty, em nota. A volta da delegação brasileira está prevista para a próxima quarta-feira (10).

Veja também

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma
Graduação

UFPE publica edital de matrícula relativo ao SISU 2021 com novo cronograma

Estudos afirmam que variante britânica do coronavírus não aumenta a gravidade da doença
Pandemia

Estudos afirmam que variante britânica do coronavírus não aumenta a gravidade da doença