guerra na ucrânia

Chefe da inteligência da Ucrânia não vê sinal de envio de armas chinesas à Rússia

Antony Blinken expressou há algumas semanas a preocupação com o potencial envio de armas, durante uma reunião tensa com o chefe da diplomacia chinesa

Blinken viajará para a China em fevereiro para aliviar tensãoBlinken viajará para a China em fevereiro para aliviar tensão - Foto: Stefani Reynolds / POOL / AFP

O chefe do serviço de inteligência da Ucrânia, Kyrylo Budanov, afirmou em uma entrevista à rádio Voice of America que não vê nenhum indício de que a China pretende enviar armas à Rússia.

Funcionários de alto escalão do governo dos Estados Unidos afirmaram recentemente que a China está considerando enviar equipamentos letais a Moscou e iniciaram uma campanha diplomática foi iniciada para impedir tal medida.

Ao ser questionado sobre a possibilidade, Budanov declarou: "Não compartilho esta opinião".

"Neste momento, não acredito que a China aceite transferir armas à Rússia (...) Não vejo nenhum indício de que tal coisa sequer esteja sendo discutida", disse.

O secretário Estado americano, Antony Blinken, expressou há algumas semanas a preocupação com o potencial envio de armas, durante uma reunião tensa com o chefe da diplomacia chinesa. O diretor da CIA insistiu em uma entrevista no domingo que Pequim estaria considerando a possibilidade.

Alguns meios de comunicação dos Estados Unidos, com base em fontes não identificadas do governo, afirmam que a China está decidindo se envia drones e algumas munições à Rússia.

Questionado sobre as alegações americanas, Budanov respondeu: "Sou o chefe da inteligência e dependo, com todo o respeito, não das opiniões de indivíduos, mas de fatos. Não vejo tais fatos".

Ao ser perguntado onde a Rússia poderia buscar armamento, Budanov afirmou que, além de relatos não confirmados de envios a partir da Coreia do Norte, "praticamente o único país que atualmente transfere armas mais ou menos importantes é o Irã".

Veja também

Polícia Federal combate empresas clandestinas de segurança privada
segurança

Polícia Federal combate empresas clandestinas de segurança privada

Israel tem a intenção de retomar negociações sobre Gaza esta semana, diz agência
GUERRA NO ORIENTE MÉDIO

Israel tem a intenção de retomar negociações sobre Gaza esta semana, diz agência

Newsletter