Mundo

China alerta para 'pneumonia desconhecida' mais letal do que a Covid-19 no Cazaquistão; país nega

Segundo a Embaixada da China no país cazaque, doença matou mais de 600 pessoas apenas em junho

Testagem de Covid-19 no CazaquistãoTestagem de Covid-19 no Cazaquistão - Foto: Xinhua News

A Embaixada da China no Cazaquistão alertou, nessa quinta-feira (9), para uma "pneumonia desconhecida" no país cazaque cuja taxa de letalidade seria muito maior do que a da Covid-19. A doença causada pelo novo coronavírus também era chamada de "pneumonia desconhecida" pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em seus primeiros registros. Apenas nos seis primeiros meses deste ano, a doença misteriosa matou 1.772 pessoas no Cazaquistão - sendo 628 apenas em junho. Pelo menos 100 mil pessoas no país já foram infectadas. 

O Ministério da Saúde do Cazaquistão, no entanto, negou, nesta sexta-feira (10), as informações chinesas até o momento e as classifica como "fake news", embora a imprensa local relate os casos da pneumonia e os associe ao relaxamento das medidas de quarentena do coronavírus. Outra parte dos veículos locais aponta para uma possível subnotificação de casos da Covid-19 relacionada à "nova doença".

Não há nenhuma indicação até o momento de que a "pneumonia desconhecida" do Cazaquistão esteja relacionada com o novo coronavírus. Ainda segundo a embaixada chinesa, o Ministério da Saúde do Cazaquistão estuda o novo vírus.
 

Especialistas chineses afirmaram que o Cazaquistão, que faz fronteira com  China a noroeste, precisa tomar medidas de contenção para impedir que a pneumonia se espalhe. Cidadãos chineses que vivem no Cazaquistão foram alertados sobre medidas para impedir a propagação da doença desconhecido. 

De acordo com a agência de notícias cazaque Kazinform, o número de doentes infectados pela pneumonia no país é de duas a três vezes maior do que os pacientes com Covid-19. O governo do país pretende ainda publicar registros mais detalhados de casos confirmados da doença na próxima semana.

Cazaquistão
Com a maior parte de seu território localizada na Ásia Central e o restante na Europa Oriental, o Cazaquistão, cuja capital é Nursultan, é um país independente desde 1991, após a dissolução da União Soviética. Cerca de 18 milhões de pessoas moram no território cazaque.

Veja também

Olinda retoma exames de mamografia. Confira locais de atendimento
UNIDADE MÓVEL

Olinda retoma exames de mamografia. Confira locais de atendimento

Espaço Ciência recebe inscrições para a 26ª Ciência Jovem
Educação

Espaço Ciência recebe inscrições para a 26ª Ciência Jovem