China

China: passageira de avião aciona porta de emergência por engano ao procurar por banheiro

O incidente aconteceu como voo CA2754, que faria o trajeto entre Quzhou para Chengdu

ChinaChina - Foto: Reprodução/Internet

Uma passageira de um voo da Air China causou tumulto ao abrir acidentalmente a porta de emergência ao confundi-la com o banheiro. Com isso, o escorregador inflável do Airbus A320 foi liberado, e os passageiros tiveram que descer do avião, já que o voo foi cancelado. As informações são do The Independent

O incidente aconteceu como voo CA2754, que faria o trajeto entre Quzhou para Chengdu, por volta das 20h45 (horário local), da última quinta-feira, 4.

A mulher, que não teve a sua identidade revelada, foi interrogada pela polícia e poderá ser obrigada a pagar uma multa de 200.000 yuans chineses, algo como R$ 150 mil. Esse seria o primeiro voo dela, segundo a publicação britânica.

Como cancelamento do voo, ela e os demais passageiros foram acomodados em um hotel pela Air China e receberam uma compensação financeira de 400 yuans, cerca de R$ 300.

A mulher ficou emocionalmente abalada quando ficou sabendo da multa que seria obrigada a pagar e chorou, segundo o The Independent. Na China, é ilegal abrir a porta de saída de um avião sem autorização.

Um post do FL 360aero, especializado em notícias do setor de aviação, postou uma imagem do acidente. Confira aqui.

Outros acionamentos acidentais que levaram à abertura de escorregadores de emergência já foram relatados neste ano. Um deles ocorreu com um voo da Delta Airlines no dia 26 de março, que ia de Nova York a Los Angeles. Um Boeing da empresa teve que retornar ao Aeroporto John F Kennedy após um escorregador de emergência surgir acima de uma das asas logo após decolar, segundo o jornal.

Veja também

Influencer Vitor Belarmino, que atropelou e matou recém-casado, está há 9 dias foragido
Acidente com BMW

Influencer Vitor Belarmino, que atropelou e matou recém-casado, está há 9 dias foragido

Cisjordânia denuncia "sofrimento sem fim" em comunidade palestina
guerra no oriente médio

Cisjordânia denuncia "sofrimento sem fim" em comunidade palestina

Newsletter