Chuva arrasta armas que seriam destruídas em cerimônia no Recife

O ato foi adiado após a água da chuva provocar o alagamento da Avenida Liberdade

Cerimônia de destruição de armas brancas apreendidas em 2018 foi adiada devido às chuvasCerimônia de destruição de armas brancas apreendidas em 2018 foi adiada devido às chuvas - Foto: Geraldo Moreira/Rádio Folha

Devido às fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana do Recife desde a madrugada desta segunda-feira (28), a Cerimônia de Destruição das Armas Brancas apreendidas em 2018, organizada pela Secretária de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco (SJDH), realizada na Av. Liberdade, no bairro do Curado, foi adiada. Ainda não há informações sobre uma nova data e local. 

A cerimônia, que representa um marco contra a violência no Estado, foi adiada após a água da chuva provocar o alagamento da avenida Liberdade. A estrutura do evento já estava montada e as armas, que se encontravam dispostas no chão para serem destruídas por um caminhão, começaram a ser arrastadas pela água. De acordo com os organizadores do evento e com a SJDH, todas as armas foram recuperadas.

Leia também:
População enfrenta transtornos com chuvas no Grande Recife; veja fotos
Grande Recife registra chuvas e trovões; Apac emite alerta

Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, no ano de 2018 foram apreendidas 1.786 armas brancas.

Veja também

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU
Mundo

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus
Pandemia

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus