Chuvas causam alagamentos e suspensão de aulas na RMR; veja fotos

Fenômeno distúrbio de leste provoca as chuvas deste início de semana, segundo a Apac

Chuvas provocam transtornos e alagamentos em OlindaChuvas provocam transtornos e alagamentos em Olinda - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Após um domingo chuvoso, o Recife e a Região Metropolitana (RMR) têm, nesta segunda-feira (17), mais um dia de transtornos por causa das chuvas. Pontos de alagamento são registrados em várias vias como as avenidas Caxangá, Dr. José Rufino, Mascarenhas de Morais, Norte e Sul, na Capital; e Presidente Kennedy e Getúlio Vargas, em Olinda. A Apac renovou o alerta de chuvas, que devem ser de moderada a ocasionalmente forte até esta terça-feira (18).

A Secretaria de Educação de Pernambuco cancelou as aulas nas escolas estaduais localizadas na RMR. A rede municipal de educação do Recife também não terá expediente. Em Olinda, a princípio, não haverá aulas no turno da manhã. Em Jaboatão dos Guararapes as aulas foram canceladas nos dois turnos, mas o expediente administrativo foi mantido.

Leia também:
Apac renova alerta de chuvas fortes para RMR e Mata
Defesa Civil do Recife emite alerta para áreas de risco
Previsão ainda de tempo chuvoso para esta segunda-feira

Lilian Bárbara, 23, teve que passar pela avenida Presidente Kennedy com os pés imersos na água para poder chegar na parada de ônibus e ir trabalhar. Ela contou que a situação é a mesma sempre que chove no bairro de Peixinhos. “Eu já saio de casa de sandálias e short por que sei que molha tudo, não tem como chegar no trabalho limpa. Os moradores ficam expostos a doenças e nada muda”.

Assim como Lilian, o morador do bairro Fernando Soares, 55, também sofre quando chove. Ele disse que sempre entra água na casa dele e que usa bota para tentar de proteger. “Eu já perdi meus móveis várias vezes. Tenho que levantá-los, mas não tem solução. Essa avenida sempre alaga”.

O comerciante José Amaro Paulo mora no bairro de Peixinhos há mais de 20 anos. Ele possui uma loja de peças de automóveis na avenida Presidente Kennedy e contou à reportagem que quando chove as vendas caem bastante e prejudicam o funcionamento do local. “A situação fica cada vez pior. As autoridades não se preocupam com essa avenida. Muitas lojas já fecharam porque o prejuízo é grande. Quando conseguimos abrir o estabelecimento, não tem cliente, no final do mês, a conta não fecha”.

No bairro de Jardim Brasil I, em Olinda, a rua Pará também ficou alagada. A comerciante Maria Melo disse que as casas sempre são atingidas quando chove. “Na chuva da última quinta (13), entrou mais de meio metro de água na minha casa e no meu comércio. O prejuízo foi enorme. E agora a gente fica em alerta porque a qualquer momento pode acontecer novamente”, contou.

Alagamento na rua Pará, em Olinda

Alagamento na rua Pará, em Olinda - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o bairro de Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, acumulou o maior índice de chuvas: 136,05 milímetros nas 24 horas contadas até 7h50. No Recife, o ponto com maior precipitação é a região do Bairro do Recife, com 122 mm.

As chuvas já provocaram o adiamento de Náutico x Botafogo-PB, partida válida pela Série C do Campeonato Brasileiro. O jogo, anteriormente marcado para as 18h do domingo foi adiado para esta segunda, às 18h30. O clube ainda não informou se haverá uma nova mudança na data caso o tempo permaneça chuvoso.

Distúrbio de leste
O fenômeno distúrbio de leste provoca as chuvas deste início de semana, segundo a Apac. "O oceano está de 0,5 a 1ºC mais quente nos últimos meses, o que provoca mais evaporação. Quando atinge a costa vira nuvem e ocorre a chuva", explicou a meteorologista Aparecida Fernandes.

Chuvas
A Região Metropolitana do Recife contabilizou nove mortes após as chuvas que caíram na última quinta-feira (13). Em Camaragibe, sete pessoas morreram soterradas após um deslizamento de barreira. Em Jaboatão, uma jovem de 17 anos morreu também por queda de barreira. No Pina, na Zona Sul do Recife, uma mulher morreu afogada no túnel Josué de Castro após o carro de passeio em que ela estava afundar.

Defesa Civil
Em caso de emergências, os moradores podem acionar a Defesa Civil, através dos seguintes contatos:
Recife - 0800 081 3400
Olinda - 0800 281 1212
Jaboatão dos Guararapes - 0800 281 2099
Paulista - 3437-2380
Moreno - 3535-3083
Camaragibe - 0800 281 3458

Veja também

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia
EUA

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia