Chuvas fortes do Sudeste não devem atingir região Nordeste, diz Apac

No Sudeste, as chuvas estão sendo causadas pela Zona de Convergência do Atlântico Sul, que, segundo o meteorologista da Apac Fabiano Prestrel, é uma corrente de umidade que avança da região amazônica

Chuvas causam transtorno em São PauloChuvas causam transtorno em São Paulo - Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / AFP

As chuvas fortes que atingem a região Sudeste do Brasil e causou dezenas de mortes não devem chegar ao Nordeste, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

No Sudeste, as chuvas estão sendo causadas pela Zona de Convergência do Atlântico Sul, que, segundo o meteorologista da Apac Fabiano Prestrelo, é uma corrente de umidade que avança da região amazônica até a região Sudeste.

“O que provoca chuva aqui no Nordeste são os vórtices ciclônicos de altos níveis e as zonas de convergência intertropical. Os sistemas que provocam chuva nas regiões Sul e Sudeste não possuem força suficiente para chegar ao Nordeste, no máximo, até ao Sul da Bahia”, explicou o meteorologista.

Leia também:
Chuva provoca soterramentos, inundações e mortes em São Paulo
Chuvas seguem causando estragos no Rio, que suspendeu aulas e procura por mais vítimas
Chuvas matam 4, derrubam casas e colocam Rio em alerta


Em São Paulo, dez pessoas morreram na madrugada desta terça-feira (3) por conta das chuvas que atingem a Baixada Santista, na Região Metropolitana da capital, de acordo a Defesa Civil do estado. Pessoas estão desaparecidas e foram registrados diferentes pontos de alagamento e deslizamentos de terra.

Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil de São Paulo indicam que o acumulado nas últimas 24 horas de chuvas, somente no Guarujá, na RMR da capital, foi de 282 mm. Também foram registrados 218 mm em Santos.

Já no Rio de Janeiro, cinco pessoas morreram por conta das chuvas fortes, segundo a Defesa Civil do estado. O bairro do Realengo, na Zona Oeste da capital fluminense, teve o acumulado de chuva de 152 mm em 24 horas, quantidade prevista para todo o mês de março.

Em Pernambuco, chuvas moderadas atingiram o Sertão do Estado nesta terça-feira (3). A região registrou 47 milímetros de chuva nas últimas seis horas, especificamente no município de Floresta. A previsão para a região é de chuva moderada ao longo do dia.

Também deve ter chuva isolada no período da tarde e da noite na Zona da Mata e na Região Metropolitana do Recife. Já no Sertão de Pernambuco, a previsão para esta terça é de tempo nublado, com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia com intensidade moderada. Não há previsão de chuvas fortes nas próximas semanas, de acordo com a Apac.

Em Pernambuco acontece o período chuvoso do Sertão, que corresponde aos meses que parte desde janeiro até março. Já para abril até julho, são aguardadas as chuvas, no Agreste, Zona da Mata e Região Metropolitana do estado. No último período é comum a Zona de Convergência Intertropical, responsáveis pelas chuvas fortes.
Para hoje e amanhã são aguardadas pela Apac chuvas com intensidade fraca, pela madrugada ou pelo começo da manhã. Já na sexta e no fim de semana, a previsão são poucas nuvens e praticamente nenhuma pancada de chuvas.

Veja também

Vacinação contra Covid-19 começa no Cabo de Santo Agostinho
Vacina em Pernambuco

Vacinação contra Covid-19 começa no Cabo de Santo Agostinho

Pequim registra variante britânica do coronavírus e decreta lockdown parcial
China

Pequim registra variante britânica do coronavírus e decreta lockdown parcial