Chuvas

Chuvas intensas deixam 19 mortos no fim de semana em São Paulo

Governador João Doria sobrevoou regiões atingidas e anunciou a liberação de recursos para ajudar os municípios

Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros SP

Chuvas intensas registradas entre a sexta-feira e este domingo (30) no estado de São Paulo deixaram ao menos 19 mortos em deslizamentos de terra e uma dezena de cidades afetadas, informaram as autoridades.

"Desde a última sexta-feira, os transtornos provocados pelo mau tempo já provocaram 19 óbitos, incluindo sete crianças, e deixaram cerca de 500 famílias desabrigadas ou desalojadas", informou em nota o governo de São Paulo, citando um balanço da Defesa Civil.

Após um sobrevoo pelas áreas afetadas, o governador João Doria anunciou a liberação de R$ 15 milhões para atender as dez cidades mais afetadas pelas chuvas no estado mais populoso do país, com mais de 46 milhões de habitantes, e 645 municípios.

"Estou acompanhando com muita tristeza os danos causados pelas fortes chuvas em São Paulo. Minha solidariedade às famílias e amigos das vítimas. Estamos trabalhando nos resgates", afirmou Doria em nota oficial.

Do total de vítimas, 11 morreram neste domingo em deslizamentos de terra sobre casas em cidades do interior do estado, segundo a imprensa local. Segundo a Defesa Civil, há nove feridos e cinco desaparecidos.

Os municípios mais afetados são Francisco da Mota, com quatro mortos; Franco da Rocha, onde foram registrados três mortos, além de casas, uma delegacia de polícia e um viaduto que ficaram inundados; e Embu das Artes, onde um deslizamento de terra soterrou a casa onde viviam uma mulher e seus dois filhos (de 4 e 21 anos). Outros quatro membros da família foram resgatados.

No município de Várzea Paulista houve cinco mortos, entre eles três crianças.

A capital, São Paulo, maior metrópole da América Latina, com 12 milhões de habitantes, também registra chuvas, mas por enquanto não foram reportados incidentes graves.

A Defesa Civil informou que "há ocorrências espalhadas por todo o estado relacionadas com as chuvas, como alagamentos, queda de árvores, queda de muros e deslizamentos de terra, além de interdições totais ou parciais em rodovias".

Desde que começou o período de chuvas, no começo de outubro, o Brasil registrou grandes estragos provocados pelas precipitações, particularmente no estado da Bahia, onde morreram 24 pessoas, e em Minas Gerais, onde houve pelo menos 19 vítimas e milhares de deslocados.

Veja também

"Construo o que você quiser": conheça história de pedreiro sem-teto que sobrevive de artes no Recife
A VIDA NA RUA

"Construo o que você quiser": conheça de pedreiro sem-teto que sobrevive de artes no Recife

Austrália terá fábrica de vacinas de RNA mensageiro
vacina

Austrália terá fábrica de vacinas de RNA mensageiro